Archive for fevereiro, 2009

Moto Voadora

sexta-feira, fevereiro 27th, 2009

O trânsito nas grandes cidades piora a cada dia. Ruas e avenidas congestionadas fazem com que tenhamos que sair de casa horas antes do horário marcado.

Como uma forma de burlar este maléfico caos urbano, o designer japonês Norio Fujikawa desenvolveu uma motocicleta voadora, chamada de JetBike.

Com um visual diferenciado, a Jetbike é um misto de moto e avião, com a parte central lembrando a carenagem de uma moto, só que sem as rodas, que dão lugar a duas finas e longas asas.

Além da vantagem de fugir do trânsito, a Jetbike é benéfica ao meio ambiente, possui um sistema de propulsão que respeita o meio ambiente, preferencialmente de tecnologia híbrida.

De acordo com Fujikawa, o projeto ainda se trata de um sonho distante, por não ter patrocínios para torná-lo realidade.

Se sairá do papel é uma dúvida, mas quem diria a centenas de anos atrás que máquinas cortariam os céus e encurtariam as distâncias como os aviões fazem?

Fonte: Uol

São Paulo sedia a 4ª edição do Moto Festival

quinta-feira, fevereiro 26th, 2009

O maior evento da América Latina, direcionado ao profissional motociclista, começa hoje.
Pesquisas do mercado estimam que o setor dos motociclistas profissionais movimenta cerca de R$ 2 bilhões por ano, somente na cidade de São Paulo. Esse valor corresponde a gastos com combustível, manutenção de motos, compra de equipamentos e acessórios, entre outros serviços.

São aproximadamente 600 mil motocicletas circulando pela cidade diariamente, sendo que desses, 300 mil estão a serviço.

Criado especialmente para atender a esse público, acontece entre os dias 26 de fevereiro e 01 de março, no Centro de Exposições Imigrantes, o Moto Festival 2009, a quarta edição do evento, considerado o maior encontro da América Latina para os motociclistas profissionais.

O Moto Festival 2009 tem como foco a educação no trânsito e irá oferecer ao público inúmeras atrações de entretenimento, culturais e educativas.

Para atrair o público, estão programadas várias atrações e promoções especiais, algumas já tradicionais, como os Concursos da Musa Motoboy e Motoboy Top Model e a Praça das Artes, espaço onde os motociclistas poderão divulgar trabalhos artísticos, como pintura, grafia e escultura, gratuitamente.
Um dos destaques desse ano será a apresentação da 1ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Whelling, realizado pela Abrawhelling, com a participação de 140 pilotos radicais.

Os visitantes poderão fazer exames gratuitos de glicemia e de dosagem de glicose para a detecção do Diabetes, além de consultas odontológicas.
A entrada é gratuita. O estacionamento para motos é gratuito e coberto. Pede-se, no entanto, que os visitantes doem 1 kg de arroz ou feijão para entrar no evento. O total arrecadado será revertido para o CDVT (Centro de Defesa das Vítimas de Trânsito), que oferece auxilio as vítimas de acidentes de trânsito da categoria.
Confira a programação do Moto Festival 2009:
Quinta-Feira - 26/02

13H00 - ABERTURA DO EVENTO
13H30 - GINCANA MELHOR ENTREGA
18H00 - ASSEMBLEIA GRUPO MOTO MAIS FÁCIL DA PATRIMONIO
REPRESENTAÇÕES
Sexta-Feira - 27/02

13H00 - ABERTURA
13H30 - GINCANA MELHOR ENTREGA

Sábado 28/02

13H00 - ABERTURA DO EVENTO
13H30 - GINCANA MELHOR ENTREGA
13H00 - 1ª ETAPA DO BRASILEIRO DE WHEELING - AMADOR
14H00 - PREMIO ABRAM
17H00 - CONCURSO MOTOBOY TOP MODEL (SEMI-FINAL)
18H00 - CONCURSO MUSA MOTOBOY (SEMI-FINAL)
19H00 - ESPETÁCULO”SOBRE DUAS RODAS”-

Domingo - 01/03

8H00 - 1ª ETAPA DO BRASILEIRO DE WHEELING - PROFISSIONAL
13H00 - ABERTURA EVENTO
13H30 - GINCANA MELHOR ENTREGA
18H00 - CONCURSO MOTOBOY TOP MODEL (FINAL)
18H30 - CONCURSO MUSA MOTOBOY (FINAL)

Serviço:

Moto Festival 2009

De 26/02 a 01/03, das 13 às 20 horas

Centro de Exposições Imigrantes - Rua Miguel Stéfano - altura do nº 3000

Kawasaki KX 450 F 2009

quarta-feira, fevereiro 25th, 2009

O modelo 2009 da Kawasaki KX 450 F deve passar como um furacão e levantar poeira nas pistas de motocross de todo o mundo. A KX 450 F é representante da marca na principal categoria mundial da modalidade, a MX-1, e é a primeira moto off-road da marca equipada com injeção eletrônica.A fábrica de Akashi seguiu a receita das rivais Suzuki e Honda, mas foi além: criou um sistema de alimentação que elimina o uso da bateria. O novo modelo também recebeu melhorias na sua ciclística e deve desembarcar neste primeiro semestre no Brasil.

O motor monocilíndrico tem 449cm³ de capacidade, comando de válvulas duplo (DOHC) e refrigeração líquida.

O cabeçote e os dutos de admissão e exaustão foram projetados para acomodar o novo sistema de alimentação eletrônica e oferecer desempenho em uma ampla faixa de rotação.

A Kawasaki não divulgou os números de desempenho, porém afirma que a entrega da potência foi melhorada e o torque está disponível desde as baixas e médias rotações. Tudo para garantir tração desde a largada até o salto final.

Até mesmo o sistema de exaustão, com um novo tubo de escapamento, foi desenhado para garantir o torque constante.

Estrutura Leve

O quadro da KX 450 tem tubos de seções mais estreitas — de 70 mm para 68 mm –, o que garantiu uma perda de cerca de 800 gramas. Mas a rigidez não foi esquecida, pois esta garante a estabilidade em altas velocidades.

A balança traseira, além de 200 g mais leve, também foi redesenhada e agora está fixada em um ponto mais alto do quadro. Com isso, garante-se melhor tração, além de permitir um maior curso do monoamortecedor — 315 milímetros na roda traseira.

Na dianteira, o garfo invertido (upside-down) traz a assinatura da Kayaba e se encarrega de neutralizar os maus caminhos. Na frente, o curso da roda também é de 315 mm, além de oferecer mais de 20 regulagens de retorno e compressão da mola.

Pesando apenas 112,7 kg em ordem de marcha, não será tarefa difícil para esse conjunto absorver os saltos de uma pista de motocross.
Fonte: Infomoto (Bruno Parisi)

Como preservar sua moto

terça-feira, fevereiro 24th, 2009

Além de ser caro comprar uma moto nova, muito dos motociclistas acabam criando um carinho todo especial pela sua motocicleta e consideram a moto mais que um meio de transporte, um estilo de vida.Então, veja algumas dicas recomendadas para “economizar” a sua moto e aumentar a sua durabilidade:

1-) Ao dar partida no motor ainda frio, evite acelerar. Deixe que funcione em marcha lenta por alguns minutos até que atinja aproximadamente 40 graus;

2-) Evite manter o motor ligado, com a moto parada, depois de suficientemente aquecido;

3-) Procure passar as marchas no “tempo” certo, sincronizando corretamente a rotação, para não causar trancos no câmbio e embreagem;

4-) Acelere e desacelere o motor sempre com progressividade, sem mudanças bruscas de velocidade;

5-) Procure antecipar as suas ações sempre que possível para não frear bruscamente. Isso economiza pneus e sistema de freios;

6-) Mantenha os pneus sempre calibrados, o que previne desgastes excessivos da banda de rodagem e evita esforço extra do motor;

7-) Se possível, procure abastecer somente em postos que ofereçam combustível de boa qualidade;

8 -) Troque o óleo do motor, bem como o filtro correspondente, após transitar em locais alagados ou muito poeirentos. Ou sempre que notar alterações de cor no lubrificante, causadas por contaminação com água (esbranquiçado) ou outros produtos (esverdeado);

9-) Mantenha sempre limpos os filtros de ar e combustível. No caso de componentes descartáveis, troque-os sempre que “enfrentar” viagens ou abastecimentos em locais sujeitos a muita fuligem, poeira ou sujeira;

10-) Verifique regularmente a carga da bateria e o nível de solução (se necessário), para prevenir sobrecargas e esforços extras no sistema elétrico;

11-) Não permita que a corrente de transmissão trabalhe folgada ou sem lubrificação, o que causa desgaste prematuro e aumento do esforço do motor;

12-) Não faça adaptações de escapamentos, rodas e outros componentes que não tenham a aprovação do fabricante;

13-) Faça as revisões periódicas em concessionária autorizada. A economia nem sempre compensa;

14-) Após receber a moto de uma revisão ou conserto, faça uma verificação para confirmar se os serviços foram realmente feitos e se não ficou nada mal apertado ou fora do lugar.

Fonte: AnacletoBastos.com.br

A águia e os motoqueiros

segunda-feira, fevereiro 23rd, 2009

Alguns dos motociclistas tem estampada em suas motocicletas ou camisetas a figura de uma águia. A pergunta é: porque a águia? Esta ave transfere muito da atitude e personalidade do motoqueiro.Ela é um animal muito especial, é a que mais tempo vive além de ser a que voa mais alto, quase sempre em voo solitário.

Ficam no alto, olhando o azul infinito. Não teme tormentas nem tempestades Nunca se escondem… Abrem suas asas, que podem voar até 90 km por hora e enfrentam as adversidades. Enquanto o mundo fica às escuras, embaixo, elas voam vitoriosas e em paz, lá em cima.

Quando chegam aos 35 anos, estão com as penas velhas, o que as impedem de voar, as unhas e o bico estão compridos demais, curvados, impedindo-as de se alimentar.

Então, numa atitude instintiva e de coragem pela sobrevivência, procuram um lugar alto, próximo à uma rocha onde batem as unhas até que se quebrem.

Em seguida, fazem o mesmo com o bico. Batida após batida, até cair. Enquanto isso, são alimentadas por outras, para que sobrevivam.

Quando as unhas começam a crescer, ela vai arrancando as penas, uma a uma. Após aproximadamente 150 dias está completo o processo e ela parte para o vôo de renovação, com mais anos de vida pela frente.

Mas as águias também morrem. Quando sentem que chegou a hora de partir, não se lamentam nem ficam com medo. Tiram as últimas forças de seu cansado corpo e voam aos picos mais altos, quase inatingíveis, e aí esperam resignadamente o momento final. Até para morrer são extraordinárias.

Prezando sempre a liberdade, a águia é forte, corajosa, obstinada e veloz, assim como Os Motoqueiros.

Fonte: site da HDpoint.com.br e Moto Revista

Moto-Exterminadora

sexta-feira, fevereiro 20th, 2009

Não é de hoje que as motos são usadas em filmes da série “Exterminador do Futuro”. Quem não se lembra da Harley-Davidson que o personagem de Arnold Schwarzenegger conduzia no filme “Exterminador do Futuro 2″?

Pois em maio deste ano, estreia o quarto capítulo da série Exterminador do Futuro, intitulado “Terminator - Salvation”, que conta com a participação de Christian Bale - ator que ficou famoso no papel do último Batman - como John Connor.

A notícia ganha maior relevância para os fãs do filme, e das motos, pois nesta nova aventura de John Connor contra a Skynet, o Exterminador é uma moto!

Esta “moto-exterminadora” de aspecto assustador, e que se destaca de todas as outras máquinas, é o resultado da visão do produtor Martin Laing.

Para quem é fã de motos e da saga “Exterminador”, esse é um dos filmes que não se pode perder e provavelmente será um dos grandes blockbusters do ano.

A trama se passa no ano de 2018 e traz o personagem John Connor, cuja missão é liderar a resistência contra a Skynet e suas máquinas da morte, evitando o extermínio da raça humana.

Mas o que realmente chama a atenção, pelo menos para nós amantes das duas rodas, é a “moto-exterminadora”. Uma máquina assustadora, veloz, recheada de armas e metralhadoras.

Fonte: MotoCiclistas.pt

Estacionando sua moto

quinta-feira, fevereiro 19th, 2009

Apesar do uso de motocicletas ter se tornado fundamental como meio de locomoção individual e prestação de serviços na vida atual, ainda é difícil encontrar estacionamentos destinados (ou com espaços) para motos.

Os estacionamentos públicos e particulares poderiam colocar com maior agilidade 120 motocicletas, permitindo ao dono colocar preços baixos e ganhar na quantidade. As motos ocupam menos espaço e subtraem menos tempo.

Mas enquanto estes estabelecimentos não se proliferam no Brasil, seguem algumas dicas para você estacionar a moto na rua:

1-) Estacione sua moto com a roda traseira encostando no meio-fio. Assim seu motor ajuda na hora de sair.

2-) Seus pneus nunca afundam em terra fofa, mas o apoio lateral pode. Se surgir a menor dúvida sobre a superfície, ponha uma “prancha” embaixo do pézinho (uma placa, madeira, lata amassada, etc).

3-) Estacione a moto a 90 ou 45 graus com o tráfego. Estacionar paralelo ao tráfego deixa a moto bem menos visível, sem reduzir muito a largura de fato.

4-) Não deixe a moto estacionada com o motor ligado.

5-) Se você pode escolher diversos lugares, escolha um: onde a rua seja mais larga, afastado de esquinas, não embaixo de uma árvore, sob um poste de luz, ao lado de um veículo mais largo (desde que a moto não fique invisível para ele), e onde ela esteja facilmente visível para você.

6-) Ligue o alarme, e acorrente a moto à algo sólido. Hoje em dia, a criminalidade está alta e não convém facilitar.

Assim você pode deixar sua motocicleta bem estacionada, e na volta encontrar ela inteira, do jeito que a deixou.

Fonte: Moto Mania

Honda CB 1300 Super Four - 2009

quarta-feira, fevereiro 18th, 2009

Quarta é dia de apresentação de máquinas aqui no blog. A máquina desta semana é uma releitura de um clássico da década de 70.O modelo CB 1300 Super Four traz boas recordações, a big naked da Honda é muito confortável, tem um motor de alto desempenho e está recheada de siglas: H.I.S.S. (sistema antifurto) e PGM-FI (injeção eletrônica de combustível multi-ponto).

Porém, a grande novidade neste modelo 2009 é a adoção do sistema de freios ABS (antiblocante). Com tanta tecnologia embarcada, parece que a CBzona está mais na mão que nunca.

Na CB 1300, o ABS trabalha de forma independente. Pode ser acionado só na roda dianteira, só na traseira ou combinado, se o piloto acionar o manete e o pedal de freio ao mesmo tempo, diminuindo, assim, o tempo e o espaço da frenagem.

Para colaborar com a nobre missão de parar a moto, na dianteira há duplo disco flutuante com 310 mm de diâmetro e cáliper de quatro pistões. Já na traseira, conta com disco simples com 256 mm de diâmetro e cáliper de pistão simples.
No melhor estilo “tiozão”, o visual da CB é impactante. Tudo é enorme: motor, escapamento, banco, lanterna traseira (com LEDs), pneus — as rodas de liga-leve de cinco pontas estão calçadas com pneus radiais (120/70 na dianteira e 180/55 na traseira), que garantem maior aderência e segurança.

Já o escapamento em aço inox (4 x 2 x 1), conta com saída lateral. A rabeta lembra a utilizada na CB 450 TR, da década de 90. Como acessórios originais, a Honda oferece para-brisa esportivo e bagageiro com encosto.

Ficha Técnica da Honda CB 1300 Super Four:

Motor: 1.284 cm³, DOHC, 4 tempos, 4 cilindros, 4 válvulas por cilindro, arrefecimento a líquido.

Potência: 111 cv a 7.750 rpm.
Torque: 11,6 kgfm a 6.000 rpm.
Diâmetro e curso: 78 x 67,2 mm. Taxa de compressão: 9,6:1.
Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI.
Partida: Elétrica.
Tanque: 21 litros (4,5 litros de reserva).
Transmissão: 5 velocidades; corrente.
Suspensão: Dianteira por garfos telescópicos, 43 mm de diâmetro e curso de 120 mm. Traseira por balança de alumínio com 116 mm de curso, dois amortecedores a gás,
ajustáveis, e ajuste da pré-carga da mola.
Freios: Dianteiro com duplo disco flutuante de 310 mm, com cáliper de quatro pistões. Traseiro com disco simples de 256 mm, de cáliper simples.
Pneus: Dianteiro 120/70 - ZR17 M/C. Traseiro 180/55 - ZR17 M/C.

Dimensões: 2.220 mm de altura, 790 mm de largura, 1.120 mm de altura total; 132 mm de altura mínima do solo, 135 mm de altura do assento, 1.515 mm de entre-eixos.
Peso: 237 kg (Standard) e 242 kg (ABS).
Cores: Preta, prata.

Preço: R$ 47.000.

Fonte: Infomoto

O que acharam da nova máquina?!

Ferrari + Hayabusa = ?

terça-feira, fevereiro 17th, 2009

A notícia é meio antiga, mas esta “novidade” não poderia passar em branco aqui no “Os Motoqueiros”. Misturar duas das máquinas mais velozes do planeta parece ser um sonho difícil de alcançar. Mas projetistas japoneses uniram em um só veículo características de uma Suzuki Hayabusa e uma Ferrari de Fórmula 1.

A máquina foi apresentada durante o Japão Motor Show, em Tóquio, e, não por acaso, roubou a cena do evento.

A base do triciclo é a Hayabusa com seu propulsor de 4 cilindros de 1340 cm³. Mesmo com um peso um pouco avantajado - 520 kg -, potência é o que não falta, já que a invenção é capaz de alcançar a 196 cv a 9 600 rpm.

O veículo pode transportar duas pessoas confortavelmente. Sua parte dianteira não esconde tratar-se de uma Hayabusa, já que foi pouco modificada.

Na parte traseira as mudanças foram maiores, agora com duas rodas atrás, carenagens laterais e um aerofólio. Para completar, a supermáquina foi decorada com as cores e patrocínios da escuderia italiana.

A moto parece não ter agradado a todos. Eu particulamente achei a idéia interessante,  mas o triciclo ficou estranho. E vocês, o que acharam?

Fonte: Terra

Calendário oficial da CBM para 2009

segunda-feira, fevereiro 16th, 2009

A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), divulgou o seu calendário oficial de competições para o ano de 2009. Ao todo, serão mais de setenta eventos motociclísticos supervisionados pela Confederação, divididas em dez modalidades diferentes.

A principal novidade é o retorno do Campeonato Mundial de Motocross ao Brasil. Depois de nove anos longe do país, a principal competição do planeta está de volta ao Brasil. A prova acontecerá nos dias 12 e 13 de setembro, em Canelinha, SC.

Além disso, o país conseguiu manter as duas etapas do Latino-Americano de Motocross e do Mundial de Freestyle. O Latino acontecerá nos dias 23 e 24 de maio e 5 e 6 de setembro. Já os melhores do planeta nas manobras radicais desembarcam no Brasil nos dias 28 e 29 de novembro.

O número crescente de provas bem organizadas e o surgimento de novas modalidades e atletas, tem feito com que os esportes motociclísticos cresçam consideravelmente no Brasil.Em 2008, a Confederação teve recorde de pilotos filiados, com mais de 10.000 atletas. Além disso, quase todos os campeonatos tiveram recorde de pilotos inscritos. Para conferir o calendário completo basta clicar aqui.

Motovelocidade

A única modalidade cujo calendário 2009 ainda não foi divulgado é a motovelocidade. A CBM está reformulando totalmente o campeonato e vai divulgar as datas da competição somente em meados de fevereiro.