Archive for junho, 2009

Novo triciclo chega ao Brasil

terça-feira, junho 30th, 2009

brp_spyder_canamsemiauto

Diretamente do Canadá, chega a nova versão do Can Am Spyder com câmbio semi-automático.

Além a praticidade de poder trocar as marchas com um leve toque no botão, o motorista ainda contará com outros itens de série como o painel de LCD e o VSS - Sistema de Estabilidade Veicular -, que torna o veículo praticamente impossível de capotar.

O triciclo - disponível nas cores cinza, vermelho e amarelo - é impulsionado por um motor Rotax V2 de 998 cm³ que faz com que a máquina chegue a um torque máximo é de 10,6 kgfm a 6 250.

Ao contrário da aparência do Spyder, o preço não é nada simpático: R$ 79 500.

Fonte: Terra

Como evitar multas desnecessárias

segunda-feira, junho 29th, 2009

Motos e scooters são boas maneiras de fugir do caótico trânsito das grandes cidades, mas é importante ficar atento a alguns vícios e atitudes para nãomultas12 levar multas desnecessárias:

1-) Não andar com a viseira levantada. A multa é pesada, R$ 191,54 e ainda “ganha” sete pontos na carteira e suspensão do direito de dirigir

2-) Se você estiver com a viseira abaixada e o carona não, de nada adianta. É multa do mesmo jeito!

3-) No corredor, trafegar sempre com o farol aceso, mesmo durante o dia. Deixar de ligá-lo é multa gravíssima no valor de R$ 191,54, com sete pontos na carteira e suspensão do direito de dirigir

4-) Transportar crianças menores de sete anos. Multa gravíssima.

5-) Fazer malabarismos - salvo em competições devidamente autorizadas - é considerado infração gravíssima e mais sete pontos no prontuário.

6-) Respeitar sempre os limites e sinalizações das vias.

Fonte: Primeira Mão

Que tal ter uma réplica da moto de Valentino Rossi?

sexta-feira, junho 26th, 2009

yzf-r-125

Esta dica fica para os corredores frustrados ou para aqueles que não tiveram a oportunidade - ou habilidade - para se tornar um piloto de MotoGP.

A Yamaha lançou no exterior uma edição especial de sua pequena esportiva YZF-R 125, baseada na moto de competição do piloto italiano, Valentino Rossi - inclusive com os grafismos da M1 de Rossi.

Com cerca de 20.000 unidades vendidas na Europa, a moto esportiva, que possui um propulsor monocilíndrico 4T de 125 cm³ com refrigeração líquida, manteve as mesmas especificações técnicas do modelo original (YZF-R 125).

A moto, construída com chassi de alumínio do tipo Deltabox, possui ainda seis marchar e injeção eletrônica. Destaque para o freio a disco de 292 mm na frente e 230 mm na traseira.

A YZF-R 125 é vendida nas lojas europeias por 4 390 euros - equivalente a R$ 12 000. Os brasileiro ainda terão que esperar para experimentar esta moto que, por enquanto, só é encontrada lá fora.

Fonte: Terra

Honda XRE 300

quinta-feira, junho 25th, 2009

 honda_xre_3001

Podem se preparar, a partir de agosto a nova trail da Honda estará disponível nas concessionárias da marca japonesa. Adaptada ao Promot 3, a Honda XRE 300 chega ao mercado para substituir dois modelos de sucesso de uma só vez: Tornado e Falcon.

Como destaques, a nova moto nipônica apresenta: freio a disco na roda traseira, balança e rodas de alumínio além de um bagageiro muito parecido com o que equipa a XL 1000 Varadero.

A XRE 300 (disponível nas cores preta, vermelha e amarela metálica) conta com linhas agressivas e novo painel, totalmente digital, embutido à carenagem do farol e traz marcador de combustível, velocímetro, hodômetros total e parcial, além de luzes-espia.

Ficha Técnica:

Motor: 291 cc, DOHC, monocilíndrico, 4 tempos, 4 válvulas, arrefecido a ar.
Transmissão: Cinco marchas. Embreagem multidisco em banho de óleo.
Potência: 26,1 cv a 7.500 rpm.
Torque: 2,81 kgfm a 6.000 rpm.
Diâmetro e curso: 79 x 59,5 mm. Taxa de compressão: 9:1.honda_xre_lado
Alimentação: Injeção eletrônica de combustível PGM-FI. Partida elétrica. Suspensão: Dianteira por garfo telescópico com 245 mm de curso. Traseira Pro-Link com 225 mm de curso.
Freios: Dianteiro a disco simples de 256 mm de diâmetro e cáliper de duplo pistão. Traseiro a disco simples de 220 mm de diâmetro e cáliper de pistão simples.
Pneus: 90/90 - 21M/C (54S) na dianteira e 120/80 - 18M/C (62S) na traseira.
Chassi: Berço semiduplo. Medidas: 2.171 mm de comprimento, 830 mm de largura, 1.181 mm de altura, 1.417 mm de entre-eixos, 860 mm de altura do assento e 259 mm de distância para o solo.
Tanque: 12,4 litros.
Peso: 144,5 kg.
Preço: R$ 12.890.

Fonte: Uol/Infomoto

BMW faz recall de 219 motos

quarta-feira, junho 24th, 2009

bmw_logo

Como vocês já devem ter reparado, todas as quartas nós colocamos um lançamento aqui no blog. Caso não tenha reparado, fica a informação!

Mas para não perder a notícia, colocamos hoje aqui a informação que a BMW do Brasil convocou nesta terça (22) um recall de 219 motocicletas K1300R, K1300S e K1300GT fabricadas entre novembro de 2008 e maio de 2009.

Os proprietários destes modelos, que possuem chassis ZV65265 a ZV79659 e ZW00176 a ZW02834, devem comparecer a uma concessionária da BMW para a instalação de uma rede no reservatório de fluido do freio dianteiro.

A não instalação desta rede propicia a possibilidade de entrada de ar no circuito hidráulico, o que pode causar a perda de eficiência do freio dianteiro, podendo ocasionar acidente.

Mas não é só isto. Ao comparecer a uma concessionária da marca, não esqueça de pedir a entrega de uma folha suplementar ao manual do proprietário.

Mais informações podem ser obtidas pelo tel. (0800) 707-3578 e pelo site www.bmw-motorrad.com.br.

Não perca amanhã o lançamento da semana!

Fonte: Uol

Como manter a moto parada sem estragar a mesma?

terça-feira, junho 23rd, 2009

Digamos que você vá fazer uma longa viagem de mais de 3 meses para fora do país e não tem ninguém para ligar sua moto neste período. Como proceder para que ela esteja funcionando certinho, da maneira que você deixou quando estacionou a máquina na garagem?Existem alguns passos básicos:

1-) Se a moto for carburada, feche a torneira de gasolina e mantenha o motor funcionando até ele parar. Este procedimento irá esvaziar a cuba dos carburadores.

2-) Deixe a moto estacionada em um cavalete central.moto125

3-) Deslige os terminais da bateria.

4-) Evite deixar o tanque de gasolina muito vazio, quanto menos ar no tanque, menor a chance de oxidação.

E na hora que voltar de viagem? Também é necessário alguns cuidados especiais:

1-) Abra a torneira da gasolina e religue os terminais. Aguarde uns minutos até a gasolina preencher a cuba.

2-) Antes de dar a partida, acelere duas a três vezes até o final do curso. Puxe o afogador, se tiver, gire a chave.

IMPORTANTE: Caso a moto não ligue, não tente fazer ela pegar no tranco, porque o motor estará seco, sem lubrificação interna, e pode riscar camisa, pistão etc.

Fonte: Moto Online

Como se proteger do frio

segunda-feira, junho 22nd, 2009

O frio está duro de agüentar, se estiver em cima de uma moto, pior ainda! E olha que nem chegamos no inverno ainda. Como então continuar pilotando sua máquina e não sentir tanto frio?

Seguem algumas dicas:

1-) Utilizar um casaco fechadomotofrio

2-) Preferir o capacete fechado

3-) Luvas de cano maior para sobrepor a manga do casaco e não deixar o vento canalizar e botas.

4-) Se o frio for muito intenso e você pego de supresa, forre internamente o peito e as canelas com jornais barra o frio, mantendo o calor interno, pois funcionam como isolantes térmicos.

5-) Evitar a canalização do vento pelas mangas do casaco: Amarre os punhos com barbante ou elástico, diminuindo a entrada de ar.

Fonte: IG

Como se tornar um motoboy?

sexta-feira, junho 19th, 2009

Muitos acham que para ser “motoboy”, basta pegar uma moto e sair por aí oferecendo serviço, não é bem assim. Esta profissão que cresce - e muito - nas principais capitais possui uma série de requisitos para que possa ser exercida legalmente.

Antes de mais nada, é preciso aprender normas de trânsito e conceitos da futura atividade profissional. Para isto existe o Curso Especial de Treinamento e Orientação, ministrado em CFC’s (Centro de Formação de Condutores) credenciados ao DTP (Departamento de Transportes Públicos)

No ato da matrícula, são exigidos os seguintes documentos:

- CNH, categoria A, expedida há pelo menos um ano;
- Certidão de Prontuário do condutor para fins de Direito expedido pelomotoboy Detran (original);
- Certidão de Distribuição Criminal na Comarca da Capital (original);
- Certidão da Vara de Execuções Criminais na Comarca da Capital - DECRIM (original);
- Certidão de Distribuição e Execução Criminal junto a Justiça Federal (original);
- Duas fotos 2×2;
- Declaração ou comprovante de residência na cidade de São Paulo.

Após este passo, o aspirante a motoboy receberá o Condumoto (Cadastro Municipal de Condutores de Motofrete), que dará o direito de exercer a profissão. Agora é só pegar a moto e trabalhar? Não…

A moto também precisa estar de acordo com as normas: A máquina tem de ser original de fábrica, ter o mínimo de 120 cilindradas e o máximo de oito anos de uso. Além disso, deve estar identificada como veículo de carga, licenciada com a placa vermelha do Detran e equipada com alguns itens de segurança, como antena para proteção contra linhas de cerol, fios e cabos aéreos e protetor para as pernas (mata-cachorro).

Outra exigência está relacionada ao baú, também obrigatório. O compartimento deve ser ter no máximo 70 cm de altura e 45 cm de largura e faixa reflexiva. A parte traseira precisa ser identificada com o número do Condumoto do proprietário, nome e telefone da empresa do trabalhador. A mochila deve estar sempre dentro do baú.

Pronto, agora sim você estará equipado e preparado para realizar a indispensável profissão de motoboy, cuidado e bom trabalho!

Fonte: Moto.com.br

Encontro Moto e Cia Classic

quinta-feira, junho 18th, 2009

O Centro de São Paulo será o palco para muitas motocicletas clássicas, será o 6º Encontro MotoeCia Classic, o maior encontro de motos clássicas do país.

O encontro acontece anualmente e serve para resgatar a história das motocicletas no Brasil e no mundo, reunir aficionados, incentivar a cultura, assim como a visita ao centro histórico de São Paulo. 1806cartaz

O evento é organizado pelo site www.motoecia.com.br e a organização espera reunir mais de 800 motos clássicas, além de um público estimado de 10 mil pessoas durante todo o dia.

Para participar é só trazer sua motocicleta clássica, fabricada até 1979. Não há taxa de inscrição e a entrada é gratuita.

O encontro deste ano ainda participará do documentário “Alma 70″ que conta a importância das motos da década de 70 para os apaixonados por motocicletas. No evento serão captados depoimentos que constarão no filme.

Evento: 6º Encontro MotoeCia Classic
Data: 28/06/2009
Endereço: Praça Pateo do Collégio, 02 - Centro de SP
Horário: 9h às 17h
Entrada: Gratuita
Informações:  www.motoeciaclassic.com.br ou 0800 015 43 21

Fonte: MotoeCia

Ducati 1098S

quarta-feira, junho 17th, 2009

ducati_1098s1

Cuidado para não estragar o teclado, pois é certeza que você vai babar quando conhecer melhor esta super máquina, a Ducati 1098S.

Ela é a primeira superbike da marca italiana a superar os quatro dígitos de capacidade no tradicional motor de dois cilindros em L (um V2 a 90°). Com equipamento profissional e preço de R$ 83.900, Ducati 1098S está pronta para a pista

Ficha Técnica:

Motor: Quatro tempos, 1.099 cm³, dois cilindros em L a 90°, quatro válvulas, comando desmodrômico e refrigeração líquida.
Transmissão: Câmbio de seis marchas com transmissão final por corrente.
Potência: 161 cv a 9.750 rpm.
Torque: 12,5 kgfm a 8.000 rpm.
Diâmetro e curso: 104 mm x 64,7 mm.
Taxa de compressão: 12,5:1
Alimentação: Injeção eletrônica Magnetti Marelli.
Suspensão: Garfo telescópico invertido (upside-down) Öhlins totalmente ajustável com 120 mm de curso na dianteira; traseira monobraço em alumínio com conjunto mola-amortecedor Öhlins ajustável com 127 mm.
Freios: Disco duplo semi-flutuante de 330 mm de diâmetro e pinças monobloco Brembo fixadas radialmente, na dianteira; disco simples de 245 mm de diâmetro com pinça de dois pistões, na traseira.
Pneus: 120/70-ZR17 (dianteiro); 190/55-ZR17 (traseiro).
Tanque: 15,5 litros.
Peso: 171 kg.
Cores: Preta com vermelho.
Preço: R$ 83.900.

Uma inovação eletrônica de série na versão S é o Ducati Data Analyzer , ou seja, um sistema que analisa e armazena dados como tempo de volta, frenagens, velocidade máxima, entre outras coisas. Para extrair este dados é só se conectar na pequena entrada USB que fica sob o banco.

O preço salgado é compensado pelo belo design, tecnologia e ciclística incrível que está supermáquina possui. Poderia ser chamada de Ferrari de duas rodas?

Fonte: Infomoto/Uol