Archive for fevereiro, 2010

Motofaixa da Vergueiro em ritmo lento

sexta-feira, fevereiro 26th, 2010

Com o intuito de melhorar a fluidez no trânsito e reduzir o número de acidentes envolvendo motociclistas, a prefeitura de São Paulo decidiu criar a motofaixa que vai ligar a Zona Sul, a partir da avenida Lins de Vasconcelos, ao Centro da cidade, e servirá como alternativa ao corredor da avenida 23 de Maio.

As obras tiveram início no dia 15 do mês passado, com a promessa de ser finalizada no prazo de 40 dias. Pelo ritmomotofaixa3 que estão as obras, ela ainda vai demorar para acontecer.

 Apenas na Avenida Liberdade há reformas do canteiro central.

Nos demais pontos, como na Praça Rodrigues de Abreu, há placas de interdição, mas nada de obras.

Fora este corredor, o Plano de Metas da Prefeitura prevê a construção de oito motofaixas. Um deles, inclusive, seria na Marginal Tietê - antiga reivindicação dos chamados “motoboys”.

No ritmo que as coisas estão indo, fica difícil prever quando sairão as próximas motofaixas. Vocês são contra ou a favor delas?

Fonte: Folha de São Paulo

Yamaha Crypton T115

quarta-feira, fevereiro 24th, 2010

yamaha_crypton_3001Foram cinco anos fora das pistas mas a Crypton voltou em grande estilo à linha de produção da Yamaha, com design reformulado e com motor maior e melhor.

De olho nas classes C e D, a nova - velha - máquina da Yamaha almeja bater de frente com os modelos chineses que permeiam o mercado a preços mais baratos. E sem dúvidas ela é uma ótima alternativa de transporte para estas classes emergentes.

Econômica e de fácil pilotagem, a Yamaha Crypton apresenta um painel renovado e completo: velocímetro, marcador de combustível e luzes indicadoras do ponto neutro e da quarta marcha engatada. Outra novidade é a possibilidade de optar pela versão com partida elétrica, a modelo “ED”.

Ficha Técnica: Crypton T115

Motor: Monocilíndrico, 113,7 cm³, OHC, quatro tempos, refrigerado a ar.
Potência: 8,1 cv a 7.500 rpm.
Torque: 0,87 kgfm a 5.500 rpm.
Alimentação: Carburador.
Câmbio: Quatro marchas com embreagem automática, com transmissão final por corrente.
Quadro: Chassi tubular em aço.
Suspensão: Garfo telescópico (dianteira); duplo amortecedor (traseira).
Freios: Dianteiro a disco de 220 mm (ED)/tambor de 110 mm (K); traseiro a tambor de 130 mm.
Dimensões: 1.930 mm x 675 mm x 1.055 mm (CxLxA); 1.235 mm (entre-eixos); 126 mm (altura do solo); 755 mm (altura do assento ao solo).
Tanque: 4,2 litros.
Peso: 94,9 kg.
Preço: R$ 4.550 (K) e R$ 5.200 (ED).

Fonte: Infomoto

Dúvida sobre as cilindradas

segunda-feira, fevereiro 22nd, 2010

Não é novidade nenhuma dizer que o número de cilindros influencia diretamente sobre o desempenho do motor. Ou seja, quanto menosdesenhomoto cilindros teremos torque e potência em baixas rotações e mais cilindros maior potência e torque em altas rotações, tendo assim mais ou menos potência.

Entretanto, os números de desempenho dependem de muitas variáveis como diâmetro e curso do pistão, taxa de compressão, números de válvulas, etc.

Para servir como parâmetro, uma XT 660 com motor de 1 cilindro desenvolve 48 cv a 6.000 rpm e 5,95 kgf.m de torque a 5.250 rpm enquanto a Hornet, com motor de 4 cilindros, oferece 102 cv a 12.000 rpm e 6.53 kgf.m de torque aos 10.500 rpm.

Fonte: Duas Rodas

Habilitando sua moto para o transporte de cargas

sexta-feira, fevereiro 19th, 2010

moto_bauVocê tem o desejo de transformar sua moto em uma maneira de ganhar uma graninha no fim do mês? Muitos tem este desejo mas não sabem como.

É importante saber que não basta instalar um “baú” e sair fazendo entregas por ai, é necessário seguir todas as normas da resolução nº 219 do Contran.

Elas são várias, mas segue abaixo algumas em destaque:

1-) Alterar o registro do veículo para a categoria “aluguel” junto ao DETRAN.

2-) Instalar placa de identificação da cor vermelha.

3-) Atender as dimensões corretas (altura x largura x comprimento) para os dispositivos de transporte de carga.

4-) Não ultrapassar o limite de carga máxima estipulada pelo veículo.

5-) Utilizar reflexivos luminosos especificados pela legislação tanto no baú, como no capacete e nos coletes.

6-) Instalar os dispositivos de transporte de carga somente nos pontos de fixação recomendados pelo fabricante do veículo.

Fonte: Honda

Yamaha Fazer 2011

quarta-feira, fevereiro 17th, 2010

fazer

A nova Yamaha YS 250 Fazer chega ao mercado como modelo 2011 e remodelada no design, com destaque para a adoção de um conjunto óptico muito similar ao utilizado pela XJ6 N.

A moto ganhou ainda um novo painel de instrumentos, com visor de cristal líquido, rabeta ascendente com lanterna triangular em LEDs , além de nova alça para a garupa e rodas de liga leve com desenho mais moderno.

Ficha Técnica: Yamaha YS 250 Fazer

Motor: Monocilíndrico, 250 cm³, OHC, quatro tempos, refrigerado a ar.
Potência: 20,7 cv a 8.000 rpm.
Torque: 2,1 kgfm a 6.500 rpm.
Alimentação: Injeção eletrônica.
Câmbio: Cinco marchas com transmissão final por corrente.
Quadro: Berço duplo em aço.
Suspensão: Garfo telescópico com 120 mm de curso (dianteira); balança monoamortecida com 120 mm de curso (traseira).
Freios: Dianteiro a disco de 282 mm; traseiro a disco de 220 mm.
Dimensões: 2.065 mm x 745 mm x 1.065 mm (CxLxA); 1.360 mm (entre-eixos); 190 mm (altura do solo); 805 (altura do assento ao solo).
Tanque: 19,2 litros (4,5 l na reserva).
Peso: 137 kg.
Preço: R$ 10.950.

Fonte: Infomoto

Abre alas que a Kasinski vai passar

segunda-feira, fevereiro 15th, 2010

kasin

A Kasinski, que em março chegará com força no Rio de Janeiro, estará presente nos dois dias de desfile do carnaval carioca.

A empresa irá disponibilizar os modelos WIN 110 e COMET GT 250 para o uso da equipe do sambódromo carioca durante a passagem das escolas de samba.

Além do apoio logístico, as motos serão apresentadas ao público nos acessos aos camorotes, ao lado da sala de imprensa, na concentração e na dispersão das escolas.

Fonte: MotorDream

Metalblack: moto movida a biodiesel

sexta-feira, fevereiro 12th, 2010

metalback

Uma moto com motor V4 e aparência esportiva é sempre de se encher os olhos. Mas em seguida a isto já vem o pensamento de quanto custa a máquina e o tanto que ela deve “beber” nas ruas e estradas.

Porém a Metalblack é diferente. A moto projetada pelo renomado designer Jordan Meadows utiliza materiais recicláveis e é movida a biodiesel, o que faz dela um modelo verde, com muito mais autonomia que uma moto “normal”.

Seu chassi e carenagens são feitos de alumínio reciclado e o motor - como já falamos acima - é o biodiesel, produzido de forma renovável através de óleos vegetais ou gorduras de animais.

Quanto ao preço ainda não é possível afirmar nada pois a máquina não passa de um ousado projeto que poderá, ou não, ganhar as ruas.

Fonte: Terra

Yamaha XJ6 2010

quarta-feira, fevereiro 10th, 2010

yamaha_xj6f_560

A Yamaha traz ao Brasil produtos de sucesso na Europa no ano de 2010. Este é o caso da linha XJ6 que surge como uma opção mais amigável e menos esportiva à FZ6N - da qual herdou o farol assimétrico e painel.

Mas as semelhanças com sua antecessora param por ai, a XJ6 apresenta uma proposta mais urbana e pacata sendo uma moto com características que proporcionam uma tranquila pilotagem.

No quesito conforto, a XJ6 traz um banco a apenas 785 mm do solo e um guidão plano e ajustável em duas posições. O painel de instrumentos tem tela de cristal líquido que traz velocímetro digital, relógio, marcador de combustível e hodômetros, e um conta-giros de leitura analógica com luzes de advertência.

Ficha Técnica

Motor: Quatro cilindros em linha, 600 cm³, DOHC, quatro tempos, arrefecimento líquido.
Potência: 77,5 cv a 10.000 rpm.
Torque: 6,1 kgfm a 8,500 rpm.
Alimentação: Injeção eletrônica.
Câmbio: Seis marchas com transmissão final por corrente.
Quadro: Tubular em aço do tipo diamante.
Suspensão: Garfo telescópico com 130 mm de curso (dianteira); balança monoamortecida com 130 mm de curso (traseira).
Freios: Dianteiro a disco duplo de 298 mm; traseiro a disco de 245 mm
Dimensões: 2.120 mm x 770 mm x 1.210 mm/1.085 mm na versão N (CxLxA); 1.440 mm (entre-eixos); 140 mm (altura do solo); 785 mm (altura do assento ao solo).
Tanque: 17,3 litros (3,4 l na reserva).
Peso: 205 kg (N) E 217 kg (F).
Preço: R$ 27.500 (N) e R$ 30.500 (F).

Fonte: Infomoto

Pesquisa internacional sobre segurança

segunda-feira, fevereiro 8th, 2010

Sempre reforçamos aqui que é essencial a utilização de itens de segurança para garantir que em caso de acidente o motoqueiro saia com o mínimo possível de ferimentos.

A internacional MAIDS (In-depth investigations of accidents involving powered two wheellers) fez uma pesquisa na França, Itália, Alemanha, Holanda e Espanha que comprovou que andar equipado é mesmo a melhor solução parasuguro2rodas não sofrer sérias lesões.

Confira como foi a pesquisa:

1-) Efetividade do capacete na proteção da cabeça do motociclista (usado por 90% dos investigados, sendo que quase 68% usavam o fechado):

35,5% - preveniu lesão;
33,2% - reduziu a lesão possível de ocorrer;
16,5% - área não atingida.

2-) Efetividade da vestimenta na proteção do dorso do motociclista

45,4% - reduziu a lesão possível de ocorrer;
19,2% - preveniu lesão;
14,7% - área não atingida.

Fonte: Autoshow

Conheça quais são as 10 motos mais caras vendidas no Brasil

sexta-feira, fevereiro 5th, 2010

DUCATI DESMOSEDICI 16RR

Para muitos um sonho, para alguns estas motos representa uma forte realidade. Mas analisando os dados, vemos que o denominado setor “Premium” ainda são apenas objetos de desejo para a grande maioria da população.

Juntas elas não representaram nem 2% do total de motocicletas comercializadas no país em 2009 - 1.579.197 unidades

Mesmo assim, não custa sonhar. Confira então qual é o TOP 10 das motos mais caras vendidas no país.

1-) DUCATI DESMOSEDICI 16RR
Preço: R$ 264.006
Motor: 989 cc, 200cv

2-) BIMOTA Tesi 3D
Preço: R$ 154.856
Motor: 1078cc, 95cv

3-) HARLEY-DAVIDSON Electra Glide Ultra Class.Eagle Flhtcu
Preço: R$ 99.500
Motor: 1584cc

4-) BIMOTA DB7
Preço: R$ 98.250
Motor: 1100cc, 160cv

5-) Honda GL 1800 Gold Wing
Preço: R$ 96.777
Motor: 1800cc, 118cv

6-) BMW K 1300 GT
Preço: R$ 94.950
Motor: 1293cc, 160cv

7-) BMW K 1200 RT
Preço: R$ 93.010
Motor: 1170cc, 110cv

8-) MV AGUSTA F4 1078RR 312
Preço: R$ 92.262
Motor: 1078 cc, 190cv

9-) DUCATI 1098 S
Preço: R$ 90.596
Motor: 1099cc, 160cv

10-) BIMOTA DB5R
Preço: R$ 88.950
Motor: 1078cc, 95cv

Fonte: Autoshow