Archive for maio, 2010

T115 Crypton 2010

sexta-feira, maio 7th, 2010

yamahacrypton

Já disponível nas 545 concessionárias autorizadas em todo o país a T115 Crypton 2010 chega ao mercado como uma opção boa e barata para o consumidor que deseja uma máquina fácil de pilotar e prática para o uso diário.

Com o lançamento da T115 Crypton, a CUB - sigla que significa Category Upper Basic, ou categoria básica superior, passa a ser oferecida como produto de entrada da Yamaha, no segmento.

Muitas são as inovações da nova Yamaha Crypton, a começar pelo novo quadro tubular de aço de alta tensão tipo underbone, pelos conjuntos óticos dianteiro e traseiro, novo mostrador do velocímetro de acionamento mecânico no painel de instrumentos e novos e freios e suspensões.

No painel de instrumentos fica o velocímetro, o marcador analógico de nível de combustível de alta precisão e as luzes espias, entre elas a “Top”, que mostra engrenamento da quarta e última marcha

Ficha Técnica:

Motor: quatro tempos de 115cc, 1 cilindro, duas válvulas, OHC
Potência: 8,2 cv a 7.500 rpm
Torque: 0,88 Kgf.m a 5500 rpm
Câmbio: semi automático de 4 velocidades
Versões: K (freios a tambor e partida a pedal) e ED (Freio a disco de 220mm e Partida Elétrica e a pedal)
Freio: traseiro a tambor de 130 mm
Rodas: 17 polegadas
Suspensão: dianteira Kayaba com curso de 100 mm
Porta objetos sob o banco (4 litros)
Cavalete Central
Preço: R$ 4.687,00 na versão K e R$ 5.356,00 na Crypton ED.

Fonte: Yamaha

Moto marcada e protegida

quarta-feira, maio 5th, 2010

relevomotoO deputado Vanderlei Siraque criou um projeto de lei - já aprovado na Assembleia Legislativa - para de regulamentar a comercialização de peças usadas. Agora, segundo a legislação, as peças somente poderiam ser comercializadas com a gravação dos 17 caracteres integrantes do número do chassi do veículo em baixo relevo.

A medida surge para tentar dificultar o roubo de motos com a finalidade de desmontar a máquina para revender as peças no mercado.

A ideia é boa, mas ainda não tem surtido o efeito desejado. Segundo a Secretaria de Segurança Público houve um aumento de 72% no número de roubos e furtos de veículos, passando de 60 mil em 2008 para mais de 100 mil em 2009.

Para o deputado autor da lei isto acontece por conta da falta de fiscalização, função que fica a cargo do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Mas isto pode mudar graças a uma ação conjunta da Associação Brasileira de Distribuidores Honda (Assohonda) que reúne mais de 700 concessionárias da marca, e da Grav System, empresa especializada em gravação de baixo relevo.

Juntas elas criaram o “Moto Protegida” que consiste em um sistema de gravação em baixo relevo que registra o número de identificação “chassi” daquela moto em várias peças, tais como para-lamas, rodas, tanque, banco, tampas laterais, escapamento, farol, painel, entre outras, impossibilitando que elas venham a ser utilizadas em outras motocicletas.

O “Moto Protegida” não vem de fábrica e cabe ao comprador da motocicleta decidir se que utilizar o serviço ou não, pagando uma taxa de R$ 180. A aplicação leva 20 minutos e após o processo o proprietário receberá um cartão que será utilizado na substituição de peças adquiridas dentro das concessionárias.

Várias concessionárias Honda da Grande São Paulo já foram habilitadas pela Grav System e estão comercializando esta proteção.

Fonte: Motovrum

Plástico grudado no escapamento cromado

segunda-feira, maio 3rd, 2010

Um dos problemas mais desagradáveis - e comuns - para quem anda de moto nas grandes cidades e possuem escapamento cromado é quando um plástico cisma de grudar e se fundir com o cromo, acabando com a peça.

Você pode tentar passar , álcool, gasolina, thiner, querosene, desengraxante, removedor, solvente de plástico e etc, que de nada adiantará. Não existe solução então? Existe sim.

Para isto você precisa de uma palha de aço média ou grossa (não pode ser “bombril”, pois ele tem fios mais finos que a palha de aço). Para iniciar acromado retirada do plástico a palha deve ser utilizada a seco. Passe-a sobre o local sem muita pressão e pare antes que a palha alcance seu desgaste total.

Será um trabalho de paciência, você irá reparar que o material plástico vai se desgastando até sumir. Vale lembrar que este trabalho só pode ser feito em peças Cromadas.

Mas atenção, esta é apenas uma dica de como fazer e não é garantia que solucionará por completo o problema, afinal, este trabalho vai depender de muitas variáveis como: tipo de palha de aço, de escapamento, da força que você aplica na hora de passar a palha e etc.

Portanto se você não quer correr riscos de danificar seu escapamento cromado o ideal é buscar um dos lava rápidos especializados em motos.

Fonte: G1