Archive for outubro, 2012

Cerol em linhas de pipas: perigo à vista

quarta-feira, outubro 31st, 2012

31-10-2012-1

O cerol é uma mistura de cola e caco de vidro que a garotada passa nas linhas de pipa (papagaios) para torná-la cortante. A utilização dessa mistura é, obviamente, proibida.

Empinar pipas em beira de estradas é outra mania comum dos jovens, principalmente na época de férias escolares e na região litorânea do país. Essa prática também é proibida.

Juntando essas duas infrações, temos uma verdadeira arma contra o motociclista. As linhas de pipas atravessando uma pista são invisíveis quando se está guiando uma moto. Quando a tal linha tem cerol, as chances de cortes muito feios e quedas são enormes.

31-10-2012-2

Obviamente que a fiscalização em estradas em relação ao assunto é praticamente nula. Para isso, existe um item de segurança para a moto, conhecida por “antena contra cerol” ou apenas “anteninha”. Muitos motociclistas, no entanto, não gostam de usá-la porque alegam que deveria existir mais fiscalização nas estradas. Outros ainda afirmam que a “anteninha” não combina com o estilo de sua moto.

Então veja essa história:

1: Joãozinho é um menino morador de uma cidade litorânea. Após um ano duro na escola, ele pretende curtir as férias empinando pipas perto da praia. Acontece que a praia fica muito lotada em dezembro e janeiro, então o garotinho decide empinar ali no terreno do outro lado da estrada que passa pela praia. Ninguém contou para João que o cerol é proibido ou, se contou, ele não ligou, não tem fiscalização por ali. Ih, o vento levou o pipa de Joãozinho para o outro lado da rodovia…

2: Victor é um motociclista que trabalhou o ano todo e tirou férias perto do Natal porque não vê a hora de pegar a estrada com sua moto. Ele gosta mesmo de viajar para praia, encontrar um lindo cenário e uma estrada gostosa, cheia de curvas e visual lindo e curtir o fim de ano por lá. A única coisa que o incomoda são aqueles meninos empinando pipas perto da praia e da estrada. Acontece que Victor não tem uma antena contra cerol porque não combinam com o estilo de sua bela moto. Ih…

Essa história termina bem porque Joãozinho mora no sul da Bahia e Victor está indo para o litoral norte de São Paulo. Mas será que você pode contar com a mesma sorte?

Segurança é mais importante que estilo e não podemos contar com a incompetente inspeção nas estradas brasileiras. Devemos cobrar itens de segurança sofisticados, como já fizemos aqui, como freios ABS e controle de tração. Devemos também cobrar das autoridades uma fiscalização rígida.

Mas, antes de tudo, devemos proteger a nossa vida com os recursos que temos.

Lembre-se: dirija com segurança para dirigir sempre. Até a próxima.

Triumph confirma Bonneville T100 montada no Brasil

terça-feira, outubro 30th, 2012

30-10-2012-1

Em novembro deste ano a Triumph pretende começar as vendas de seuas motos no Brasil, agora montadas em Manaus. Já havíamos confirmado o lançamento da Tiger 800XC, mas agora a inglesa confirmou mais um lançamento: a Bonneville T100, a mais linda e tradicional motocicleta da marca.

Ao contrário da maioria das motos da Triumph que possuem três cilindros, a Bonneville possui dois cilindros verticais. O motor é de 865 cc e oferece 67 cv de potência. O fabricante garante que a motocicleta tem um dos melhores consumos nessa faixa de cilindrada e potência.

Seu estilo é vintage e retro, com charmosos traços que ora lembram uma custom, ora lembram uma naked. O preço não foi divulgado ainda, mas no Reino Unido a motocicleta sai por cerca de R$23 mil. Tanto a Bonneville T100 como a Tiger 800XC estão expostas no Salão do Automóvel de SP, que está montado até o dia 4/11.

Motivo e tanto para os fãs desse estilo comemorarem e uma concorrente a altura da Harley-Davidson Roadster 883. Esperamos que o preço seja competitivo.

Fique de olho aqui para mais novidades.

Até a próxima.

Harley-Davidson que resistiu a tsunami vira peça de museu

segunda-feira, outubro 29th, 2012

29-10-2012-1

Uma Harley-Davidson Softail Night Train 2004 foi encontrada no Canadá. Mas não é uma moto qualquer. Essa moto passou mais de um ano à deriva no Oceano Pacífico após o tsunami que devastou parte do norte do Japão.

Arrastada para a América, a moto foi encontrada e, a pedido do proprietário Ikuo Yokoiama, será mantida em sua atual condição, sem reformas. O proprietário afirmou que a motocicleta representa um símbolo em memória àqueles que tiveram suas vidas alteradas pra sempre por conta da catástrofe.

O Museu Harley-Davidson já tomou a dianteira e expôs a motocicleta como foi encontrada: muito enferrujada, mas com o conjunto bem preservado.  ”Esta moto tem uma história incrível para contar, e estamos honrados em poder compartilhá-la”, disse Bill Davidson, vice-presidente do Museu Harley-Davidson.

A Softail ganhou um memorial e está exposta no Harley-Davidson Museum de Milwaukee, mas irá para o Japão e, talvez, para outras exposições ao redor do mundo.

Viajando com sua moto: São Paulo – São Thomé das Letras, a viagem mística

quinta-feira, outubro 25th, 2012

25-10-2012-1

A dupla de rock rural mineira, Sá e Guarabyra, fala de São Thomé em uma de suas canções mais famosas. A mesma canção fala de motocicleta e tem todo aquele clima “estradeiro”. Pensando nisso, por que não pegar a moto e puxar até a mística cidade do sul de Minas Gerais?

A 355 km de São Paulo, a viagem pra São Thomé promete ser tranquila e o destino é muito agradável. Vá pela Fernão Dias (BR-381) a caminho de Belo Horizonte; ali não encontrará grandes problemas, principalmente porque a rodovia foi duplicada e o asfalto está em boas condições, portanto os caminhões (que antes tornavam a viagem um terror) já não atrapalham tanto.

Será necessário virar à direita na BR-491 e à direita novamente para pegar um curto e prazeroso trecho da MG 167 (caminho de Bento de Abade). Os 25 km da pequena rodovia mineira é muito convidativa e com um típico “cheiro de mato”. Mais uma curva a direita e uma subida de 18 km para a montanhosa São Thomé das Letras. Não são estradas com muitas curvas ou desafios.

Já em São Thomé, aproveite o clima “natureba” da cidade: encoste a moto em uma das inúmeras pousadas da cidade (esqueça hotéis cinco estrelas, a cidade foi feita pra relaxar em meio à natureza e à simplicidade) e faça tudo o que for preciso a pé. As ruas inclinadas de pedras são desconfortáveis para circular de moto. Não se assuste com os nomes das pousadas: Arco-Íris, Pousada do ET, Aliens Palace, Lua e Flor, Pirâmide do Sol… Tudo na cidade têm esse clima hippie e esotérico.

Não deixe de visitar uma das inúmeras cachoeiras pelos arredores da cidade. A mais próxima chama-se Eubiose: charmosa e discreta, é muito boa para nadar (apesar da água gelada) e para conhecer outros turistas que passam sempre por ali. Se quiser ir um pouco mais longe, não deixe de conhecer a famosa cachoeira Véu da Noiva. Mais vazia e com a água menos gelada, provavelmente é a mais bela das cachoeiras da região. Os mais “destemidos” passam a noite na cachoeira.

Para aquecer, depois da gelada cachoeira, volte para o centro e vá ao bar 1001 Cachaças. Como o nome propõe, eles têm 1001 rótulos diferentes de cachaças, todas artesanais. Os nomes vão de “Cachaça do Mago” a “Salinas”.  O restaurante “O Alquimista” é a melhor opção pra quem quiser comer da deliciosa cozinha mineira.

Quando começar a entardecer, suba a “pirâmide” (uma casinha no topo de uma montanha local que dá visão de 360° da região) para apreciar o “melhor pôr-do-sol do planeta”, segundo os moradores da região (se tiver pique de acordar cedinho, pode ver o nascer do sol, que ocorre por volta das 5h30). Ali você encontrará hippies, turistas, amigos, rodinhas de violão e casais. Ao pé da subida, alguns barzinhos, restaurantes e barraquinhas de artesanato dão as boas vindas aos visitantes.

Aproveite o dia seguinte para visitar pelo menos uma das várias grutas da cidade e comer a deliciosa Pizza na Pedra. E não se esqueça de comprar lembrancinhas nas feiras de artesanato espalhadas pelo centro. Para saber mais, acesse: http://www.visitesaothome.com.br/

Não é uma viagem para um fim de semana, pede um feriado de três dias no mínimo.

Aproveite sua viagem. Guie com atenção e segurança. Até a próxima.

25-10-2012-2

Em parceria com a Dafra, Ducati abre sua primeira subsidiária no Brasil

quarta-feira, outubro 24th, 2012

24-10-2012-1

Que o Brasil entrou na rota de grandes montadoras já não é novidade. Além das tradicionais japonesas que estão aqui há tempos, Harley-Davidson e Triumph também já tem fábricas por aqui. Agora, a “bola da vez” é a Ducati.

O anúncio de que a montadora italiana criaria uma subsidiária brasileira, em parceria com a Dafra, confirmou-se no último fim de semana. Outra boa notícia para os fãs da marca é que a produção das motos será em Manaus.

Assim como a Harley-Davidson e a Triumph, a Ducati vai contar com o sistema CKD (a moto vem completamente desmontada para ser preparada aqui). Tudo no mesmo mês em que o Grupo IZZO (então importador oficial da marca) fechou as concessionárias da Ducati no Brasil sem aviso prévio.

A primeira moto a ser produzida em Manaus já tem nome: é a Diavel. Uma moto muito peculiar, que mistura o estilo naked, sport e custom. Sua concorrente lá fora é a Yamaha V-Max (indisponível no Brasil).

A máquina conta com três modos de pilotagem que podem ser escolhidos no manete esquerdo: Touring, em que a moto gera seus 162 cv de potência e melhora a tração traseira; Urban, que faz a motocicleta reduzir instantaneamente para 100 cv e aciona o controle de tração e o modo Sport, que retorna a potência aos 162 cv e oferece respostas mais rápidas do acelerador.

A Diavel oferece um belo motor bicilindro de 1.198 cm³, começará a ser produzida nas próximas semanas e o preço ainda não foi divulgado.

Para os fãs das motos italianas (e europeias em geral), essa notícia veio em boa hora. Mas ainda resta uma pergunta: e a Moto Guzzi, não vem?

Até a próxima.

Atenção para reduzir os riscos cotidianos em uma moto

terça-feira, outubro 23rd, 2012

23-10-2012-11

Quando alguém decide comprar uma moto, tem normalmente dois motivos: lazer ou dia a dia. Hoje, a matéria será direcionada para aqueles que utilizam a moto diariamente.

Dois principais fatores pesam para quem decide utilizar a moto no transito diariamente: economia e tempo. Este segundo ponto faz com que o motociclista assuma alguns riscos. A repetição de velhos bordões e clichês como “a pressa é inimiga da perfeição” é meio incômoda, mas nesse caso, funciona bem.

Ao trafegar em alta velocidade entre os carros, o motociclista já está se colocando em uma situação perigosa que poderia ser facilmente evitada. Se estiver com pressa, é melhor ir de carro, ônibus ou metrô. Parece contraditório, mas não é. Pense que é melhor chegar tarde que não chegar.

Não vale a pena nos arriscarmos e piorar ainda mais as estatísticas de acidentes nos grandes centros urbanos. Lembre que, infelizmente, na prática a moto nunca tem preferência no trânsito e a maioria dos condutores de automóvel não dirigem motos, portanto nem imaginam como é a percepção e a reação de alguém num veículo de duas rodas.

Abaixo está um vídeo de uma campanha que visa conscientizar e sensibilizar o motoqueiro em relação dos riscos cotidianos. A maioria pode ser minimizada com ações muito simples. O assunto pode ser batido, mas é fundamental.

Dirija seguro para dirigir sempre. Até a próxima.

Veja a diferença de frenagem entre uma moto com e sem freios ABS

segunda-feira, outubro 22nd, 2012

22-10-2012-1

Em outra ocasião, já discutimos a importância de equipamentos de segurança em motocicletas aqui no nosso blog. Um dos dispositivos que mais foi citado como segurança básica foi o freio ABS.

Encontramos no YouTube uma moto equipada com sistema ABS e outra não. As duas motos são o mesmo modelo com essa única diferença.

No teste, o piloto acelera até certo ponto e freia quando atinge a pista molhada. Os resultados são impressionantes. O vídeo não é novo, mas vale a pena ver.

Confira o resultado no vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões sobre ser um item de segurança necessário.

Até a próxima.

A importância do capacete e seus tipos

quinta-feira, outubro 18th, 2012

18-10-2012-1

O capacete é um dos acessórios de segurança mais importantes do condutor. Além de proteger a sua cabeça contra impactos em caso de queda e evitar traumatismos, ele também demonstra o estilo do motorista.

A maior incidência de pancadas em um acidente de moto ocorre na cabeça, onde a lateral esquerda do queixo recebe 15% das pancadas e a lateral direita, 18%. Assim, é recomendado o uso de capacetes fechados, que protegem toda a cabeça.

O capacete fechado é o mais seguro, contando com uma proteção total. No entanto, pode atrapalhar com o calor gerado em cidades mais quentes. Os capacetes abertos são mais utilizados em cidades litorâneas, onde o clima é mais quente. A desvantagem é que ele deixa uma parte grande do rosto vulnerável à pancadas.

Os capacetes híbridos são uma boa alternativa. Se tratam de capacetes fecados que podem ter a frente deslocada, tornando o capacete “aberto”. Assim, é adaptável para cada tipo de situação. Há também o capacete coquinho, proibido no Brasil por só proteger o topo da cabeça, mas querido por motociclistas custom, como os donos de Harleys.

Proteja a sua vida antes de tudo. Dirigir a sua motocicleta com segurança é a melhor escolha para a vida. Dirija sempre com cuidado e até a próxima.

Conheça a magnífica Henderson 1930 customizada no estilo Art Deco

quarta-feira, outubro 17th, 2012

17-10-2012-1

Você conhece o Art Deco? Foi um movimento popular entre a segunda metade da década de 20 até o fim da década de 30 que influenciou as artes decorativas e visuais. O movimento prezava por cores sóbrias e linhas curvadas e sensuais (um exemplo é o visual de filmes gângster ambientados nos anos 30).

Pois bem, baseado nesse design, uma rara Henderson 1930 foi completamente customizada. Mantendo apenas seu belo motor de quatro cilindros e o farol frontal, a motocicleta foi redesenhada por completo. O resultado é deslumbrante.

Ao que parece, a customização foi feita ainda na década de 30, mas veio a ser exposta décadas depois. Hoje, essa maravilha pertence ao colecionador norte americano Frank Westfall, que mantém um museu para mostrar suas pérolas.

Para quem não conhece, a Henderson pertencia a Excelsior-Henderson Motorcycle, uma das três gigantes fabricantes norte americanas da primeira metade do século XX. As outras duas eram a Indian e a famosa Harley Davidson.

Apenas a Harley Davidson atravessou o século em alta. A Indian retornou em 2009 e nos anos 90 houve uma tentativa de reviver a Henderson, mas infelizmente não deu certo.

Confira a foto da Henderson original e compare-a com a customizada.

Até a próxima.

17-10-2012-2

17-10-2012-3

Fotos do set de filmagem do novo filme do Robocop revela moto conceito misteriosa

terça-feira, outubro 16th, 2012

16-10-2012-1

Parece que a moda pegou. Justiceiros futuristas lutando contra o crime em veículos duas rodas. Já havíamos falado do filme Dredd e a moto conceito da Victory aqui. Agora é a vez de Robocop.

Aqueles nascidos até a década de 80 lembram bem de quem é Robocop. Um policial que foi assassinado e volta à vida transformado num ciborgue. Inclusive a atmosfera do filme lembra um pouco de Dredd: um futuro distópico e violento, mas dessa vez controlado por máquinas.

Um remake do filme estava previsto para 2013, mas a Sony revisou o seu calendário e só irá lançar a produção em fevereiro de 2014 (sob a direção de José Padilha, de Tropa de Elite 1 e 2). No entanto, as fotos do set de filmagem já revelaram alguns detalhes. O que nos chamou a atenção foi o veículo do “policial do futuro”.

Uma moto conceito no estilo superesportivo. O protótipo segue as linhas da armadura do personagem principal e, ao que tudo indica, desbanca os tradicionais carros Ford dirigidos no passado. A moto chama apresenta duas peculiaridades: primeiro é o design que não segue os traços de nenhum modelo fabricado atualmente; segundo são as pedaleiras, localizadas na balança.

Ainda não foram divulgados dados a respeito da motocicleta, mas pelos traços frontais, apostamos que é uma Suzuki e uma Yamaha. Claro que podemos ser surpreendidos. Assim que mais detalhes forem divulgados, você fica sabendo por aqui.

Gostou da moto? Acha que o cinema é um bom meio de divulgar novidades no ramo das motocicletas? Manda a opinião pra gente.

Até a próxima, com mais novidades.

16-10-2012-2