Proibição na 23 de maio e Marginal Tietê

Uma péssima notícia chegou aos ouvidos dos motoqueiros nesta semana. Alexandre de Moraes, secretário municipal de Transportes de São Paulo, informou que as motos serão proibidas de circular pela pista expressa da marginal MOTOTietê.

E não para por ai, Alexandre também informou que em breve as motocicletas também estarão proibidas de trafegar na 23 de Maio, entre o Detran e o Vale do Anhangabaú.

A medida visa diminuir o número de vítimas no trânsito. Segundo dados da secretaria, as motos representam 70% dos acidentes que ocorrem na via. A intenção é que as motos utilizem as motofaixas como alternativa.

A proibição não se estenderá para as pistas local e central da marginal.

Fonte: Folha de São Paulo

Tags: , , , , , , , , , ,

14 Responses to “Proibição na 23 de maio e Marginal Tietê”

  1. Danilo Fernandes disse:

    Quem aplaude este tipo de medida no passado aplaudiu também Hitler, Mussolini e Stalin. Vai agora proibir os gordos de comer e os asmáticos de respirar, afinal é para a própria segurança deles. Quando o prefeito vai começar a queimar os judeus? Vamos dar a resposta para esse prefeito nazista nas URNAS, votando a corja dele (DEM) para longe da vida pública.

  2. Acho ótima a decisão da Prefeitura. Estou cansado de ver motociclistas estirados na pista da 23 de Maio. Todo dia pelo menos um
    São jovens e pais de família e merecem um cuidado especial, por isso a motofaixa é uma ótima opção.

  3. Eu acredito que não é por aí, ao invés de proibir porque não investir na educação? Sou motociclista e vejo a cultura de quem precisa sobreviver sobre 2 rodas par trazer o sustento da família, não descriminando, mas existe uma discrepância muito grande entre quem utiliza a moto por paixão e por aqueles que o fazem para sobrevivência.
    E a resposta para isto é a educação, isto sim deveria ser obrigatório, não sou os enhor da idéias ou verdades, mas deveria existir alguma campanha e selos que obrigassem os profissionais de motocicletas a passarem por cursos de diversos níveis, muitos não tem noção do risco que correm quando pilotam, por desconhecimento mesmo, só dão conta quando caem, mas aí já é tarde demais.

  4. Klaus disse:

    É engraçado como se coloca os números. Dizem que 70% dos acidentes envolvem motos. Mas alguém já alertou que 100% dos acidentes envolvem carros? E que embora esse “alto” percentual envolva motos, estas entram, na maioria das vezes, como vítimas do acidente, e não como provocadores? 100% dos atropelamentos envolvem pedestres! Vamos proibir, portanto, os pedestres? Se for pela pura matemática, haveria de se proibir os aviões, já que 70% dos acidentes aeronáuticos envolvem aviões e apenas 30% helicópteros. Simplesmente ridículo usar números sem análise. Por que não colocar uma motofaixa na 23 de maio como feito na avendia Sumaré? Ia ajudar bastante e evitaria que aqueles motoristas que andam como bêbados, normalmente com celular na orelha, provocassem acidentes absurdos.

  5. Diego Gomes disse:

    Klaus, você disse tudo. Parabéns

  6. paulo roberto disse:

    Esta ideia de proibição é absurda deveria sim fazer mais faixa de motos
    como foi feita na sumaré. podem pesquisar se o indice de acidente nesta via não diminuiu consideravelmente.
    E outra, ja se paga muito caro pelo i.p.v.a que é um abuso agora, querem proibir de trafegar e tapar o sol com a peneira, temos que fazer o que for possivel para tombar esta leia anticonstitucional e o direito de ir e vir

  7. André Magalhães disse:

    Pergunto se há lei, primeiramente. Porque se não há, a medida já nasce viciada, pois ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer algo a não ser em virtude de lei.
    Mas, ainda que haja ou venha a haver, a medida é inconstitucional. Viola nosso direito de ir e vir. As pessoas e as entidades devem fazer uma mobilização para a alteração disso e também uma guerra jurídica para que o Judiciário se manifeste.
    Na minha opinião, é muito mais perigoso andar na Av. Vergueiro, com suas dezenas de cruzamentos, Faculdades (com gente estacionando e parando em fila dupla) e semáforos do que na Av. 23 de Maio, que não tem nada disso. O limite de velocidade é o mesmo nas duas.
    E parabéns ao Klaus! É isso aí!
    E digo mais: se os motoristas de automóveis utilizassem o pisca antes de fazer suas afobadas manobras, metade dos acidentes seriam evitados.
    Revoltante essa medida!
    Acho que cada um deve fazer o que for possível para evitar que isso se concretize.
    Saudações!

  8. Só o que faltava ,aconteceu a proibição de motos na marginal do tiête ,este abençoado que gerou está lei não nessessita de motos para sobreviver , por isto que gerou este absurdo e não temos pessoas no poder público que tenha o poder de derrubar esta lei ……

  9. Mark disse:

    Acho descabida a reação. Não foi proibido o trânsito de motocicletas na Marginal. O que foi proibido foi trafegar na pista expressa. Há pelo menos outras seis pistas na Marginal pelas quais os motociclistas, como eu, podem andar.
    Já no caso da 23 de Maio, creio que como está sendo oferecida uma opção, como é o caso da motovia da Vergeurio, não há problema em proibir o trânsito na 23.

  10. Laura Kim disse:

    Incrível a canalhice desse prefeito que nem elegi, caiu de para-quedas, e espantosa a burrice desses corruptos do DETRAN, que no lugar de fazer a motofaixa na própria 23 de maio, fazem no cu do mundo!!!! O inteligência!!!! E vou ter desconto no IPVA? Ou vou pagar um valor exorbitante, comparado ao dos carros? O mais engraçado é que foi trocado o Presidente do Sindimoto… o que aconteceu?

  11. Renato disse:

    Eu sou um cidadão de bem que trafega todos os dias pela Marginal Tietê. Pego via em Osasco e saio dela no Tatuapé perto do Corinthians e à noite faço o caminho reverso.

    Não sei o que acontece com quase a maioria desses cidadãos que pilotam motocicletas, que se julgam no direito de andar em alta velocidade, costurando de forma imprudente por entre os carros, desacatando e ameaçando todos aqueles que por uma infelicidade estão mudando de faixa obedecendo todos os princípios de segurança do trânsito.

    Somente nesse ano, tive contabilizado diversos prejuízos em meus veículos por causa da bestialidade de alguns deles que abrem caminho na pista chutando as laterais dos veículos, quebrando lanternas e retrovisores.

    Ontem mesmo na marginal Tietê sentido Castelo, antes do viaduto do Tatupé,
    fui alvo de uma tentativa de assalto praticado por duas motos com garupas e armados, culminando em uma lateral amassada por chutes e dois disparos de arma de fogo na minha direção que por uma sorte muito grande não me atingiram. Esse fato imediatamente relatado no posto policial mais próximo.

    O que acontece é isso, eles fazem o que querem, abusam da velocidade e ficam impunes aos radares que não os identifica, faltam com o respeito com as pessoas que trafegam com segurança, fazem xingamentos de todas as formas, danificam seriamente os veículos e fogem como covardes quando estão sozinhos e desarmados.

    Quando surge alguma lei para organizar um pouco essa categoria, eles protestam formando “verdadeiros bandos” para fazer algazarras no trânsito como forma de protesto impedindo o direito de ir e vir de todos.

    Pergunto: “Cadê a educação dessas pessoas”.

    Outro fato que tem que ser observado é que existe radar somente para pegar controlar a velocidade dos carros e veículos de cargas. E as motos ? Por que não são flagradas pelos radares?

    Eu acredito que o nosso Ministério Público tem que prestar um pouco mais de atenção à esses delitos e o nosso Depto de Trânsito tem agir com mais rigor contra os motoqueiros desde a concessão da CNH deles. Um exame psicológico antes de entregar a habilitação iria muito bem.
    As vias públicas não podem ser transformadas em “pistas de corrida maluca” e nem “circuito de motocross “ . Os nossos carros também não podem ficar a mercê de “pontapés”.

    Ouçam nas principais rádios que prestam serviço de orientação de trânsito, o número impressionante de acidentes que eles causam. Prejuízo para todos !!!

    Enquanto não tivermos instrumentos eficazes capazes de organizar e coibir os delitos e infrações de trânsito que eles praticam continuarei contra a circulação deles nas marginais Tiete e Pinheiros por causa da velocidade, da Radial Leste e 23 de maio que não tem espaço suficiente entre os carros para eles circularem.

    Sem mais
    Renato

  12. Mauricio disse:

    Isso aí caro Renato, fez muito bem ao informar ao posto policial mais próximo da tentativa de roubo que sofreu…agora, se imagine chegando nesse mesmo posto informando o acontecido, dizendo “essa cambada de motoqueiros…são todos umas cambadas de ladrões…todos eles deveriam queimar no inferno…” ou coisa do tipo. Aí o policial da Base Comunitária de Segurança (e não posto policial) lhe informa que a área dispõe apenas de motocicletas para efetuar o patrulhamento…as mesmas motocicletas que o senhor ajudou a retirar de lá…pense nisso! E outra coisa, ando de moto todos os dias, inclusive nos finais de semana, atravesso a cidade de norte a sul literalmente e por várias vezes experimentei pilotar ocupando exatamente o mesmo espaço de um carro (o que deveria ser o certo), e cheguei a seguinte conclusão: simplesmente impossível, pois muitos (e não todos) os motoristas de automóvel simplesmente ignoram essa idéia; eles olham para o retrovisor, acionam a seta e trocam de faixa, até aí tudo certo…mas eu ainda estou lá!!!!!! Ou seja, “se vira, você tá de moto”, foi uma das muitas frases que eu ouvi enquanto era empurrado para uma outra faixa ou freava bruscamente para não bater no muro.
    Entenda, não estou defendendo nem difamando ninguém, porém essa é uma questão de cultura e de educação de âmbas as classes, pois eu também já passei muito nervoso e quase perdi o controle devido a imprudência, negligência e falta de educação e de valor à vida de muitos motociclistas (a maioria motoboys).
    Portanto não aprovo a proibição de circulação de motos em nenhuma via da cidade, mas aprovo sim uma avaliação mais severa e rígida para a obtenção de direito de dirigir (tanto motocicleta quanto automóvel) e a implantação de um programa de educação e conscientização, aí sim focando principalmente os motociclistas e os motoristas que já se envolveram em desinteligência no trânsito.
    Para concluir, caro amigo Renato, por favor, não confunda toda uma classe trabalhadora e idónea, com bandidos inescrupulosos, só porquê se utilizam do mesmo meio de transporte.
    E só pra informar…eu também achava que os radares fotográficos de velocidade não flagravam motos, até começar a chegar um monte de notificações de infração para meu irmão…bom…azar o dele, é assim que tem que ser!!!

    agradeço a atenção

  13. Ricardo disse:

    É ridículo proibir moto de circular em qualquer via. Moto é o melhor e mais recomendável meio de transporte individual. Se todos usarem carro ninguém vai mais pra lugar algum, metro é solução? Até pode ser, desde que haja uma estação à, no máximo, 2 Km de distância de qualquer ponto da cidade, o que é inviável. Entretanto não dá para carros e motos dividirem as ruas em pistas expressas. É contra o bom senso e causa inúmeros acidentes.
    O ideal é que em toda a via provida de mais de três faixas a faixa mais a esquerda seja dividida em faixa dupla exclusiva para motos, principalmente por que moto corresponde à metade de frota de automóveis. Outra coisa importante é fiscalizar a velocidade para evitar que engraçadinhos pilotando motos potentes trafegem a mais de cem por hora quando vias urbanas não são compatíveis com tal velocidade.

  14. Juu popozuda disse:

    então agora me responde:se for proibido como os motoqueiros vão acessar o túnel ayrton senna?aaah quer dizer que vou ter que ir por cima cortando as avenidas e ruas perto do parque para chegar até o itaim e até a marginal pinheiros pra atender meus clientes??COMO ASSIM???

    Ass: Juu popozuda, 24 anos, profissional liberal da noite.

Leave a Reply