Suzuki Boulevard M1500 2011

boulevard1500

A Boulevard M1500 foi criada para aqueles que desejam uma fonte inesgotável de orgulho, uma moto de estilo com alto desempenho. Esta custom tem um visual clássico composto pelo para-lama traseiro, que esconde o amortecedor traseiro único de 46 mm de curso.

Aliado a um sistema link, seu amortecedor garante um curso da roda traseira de 108 mm. Ela também tem painel de instrumentos de fácil leitura, lanterna em LEDs e um tanque de 18l.

Seu assento largo, longo e bem acolchoado proporciona uma confortável posição para piloto e garupa. A nova Boulevard M1500 é a moto ideal para os tempos modernos. Graças ao eficiente sistema de gerenciamento de motor e medidas de controle das emissões de poluentes, atende as últimas normas referentes a emissões, o Promot 3.

Confira aqui a ficha técnica da moto

Tags: , , ,

13 Responses to “Suzuki Boulevard M1500 2011”

  1. Oduvaldo Respino disse:

    Inicialmente gostaria de me apresentar:
    NOME: Oduvaldo Respino
    PROFISSÃO: Coronel AV R1 do Comando da Aeronáutica
    CIDADE: Brasília/DF
    Tels.: (0xx61) 8413-7456 / 2023-1857
    E-MAIL: respino77@brturbo.com.br

    Vamos aos fatos ocorridos: no dia 06 de agosto do corrente ano, adquiri por intermédio da empresa SMAFF SUZUKI, localizada no SIA – trecho 1/2 - lotes: 650/660 – Brasília/DF, telefones: (0xx61) 3042-1820 / 3042-1720 / 3042-1870, conforme NF-e nº 787 – série 1, uma motocicleta marca SUZUKI BOULEVARD M1500, de cor preta, “0KM”, recém-lançada, que me foi entregue no dia 12 de agosto (5ªF) pelo gerente Sr. Edmilson. A negociação se deu com a entrada de uma motocicleta marca SUZUKI BOULEVARD C1500, do ano de 2005/6, de cor preta, de minha propriedade, avaliada em R$ 23.000,00, como entrada, e a complementação de R$ 24.000,00, realizada pelo depósito na conta corrente informada pelo gerente acima citado. No dia 13 de agosto (6ªF) paguei o seguro DPVAT no valor de R$ 110,22 e no dia 16 (2ªf) o IPVA 2010 no valor de R$ 346,16. Até aqui tudo OK.
    Acontece que rodei nos dias 12 e 13 de agosto aproximadamente 35 KM. no total. No dia 14 de agosto (sábado), dia do lançamento deste modelo pela SMAFF, fui convidado a comparecer, a partir das 10h., a um café da manhã, fins compartilhar do lançamento da mesma, principalmente, por ter sido a primeira moto desse modelo a rodar em BR/DF.
    No trajeto de minha residência até a SMAFF, a moto começou a apresentar um barulho aparentemente na embreagem ou na caixa de câmbio, isto na passagem da 3ª para a 4ª marcha, por volta dos 60 KM. Daí fui devagar e direto para a SMAFF.
    Lá chegando fui atendido pelo Sr. Edmilson que ligou a moto e verificou o forte barulho e mandou o mecânico - Sr. Eduardo desmontar a embreagem. Fui avisado que o defeito era uma folga no sistema de embreagem e que estariam solicitando uma nova peça para a fábrica. A estimada é que a moto ficaria pronta até o dia 18 de agosto (4ªF).
    Após o dia 19 de agosto (5ªF) me informaram que a fábrica estaria solicitando o envio de todo o motor, pois a tal peça não havia dado certo, continuando a permanência do barulho, sem se saber qual o defeito existente.
    Até hoje, dia 27 de agosto (6ªF), o gerente não autorizou a troca por outra moto, informando que não é o procedimento adotado pelo fabricante da marca SUZUKI. Daí a minha indignação, pois adquiri uma moto “0KM” e não uma moto com pane a ser pesquisada e quem sabe totalmente consertada.
    O último contato foi com o Gerente de Serviços da SMAFF, Sr. Alberto Cury, me informando que a fábrica estava fazendo reparos e não tinha prazo definido. Ainda disse a fábrica se localizava em Jundiaí/SP (Telefone do SAC: 011-3378-700), telefone que mais tarde deu como inexistente, e que o responsável pelo Setor de Engenharia seria o Sr. Carlos Zolim, e a responsável pelo Setor de Garantia seria a Sra. Cintia, que ele havia mantido contato diretamente.
    Por gentileza, divulguem aos interessados.
    Um abraço.
    Respino

  2. Celso Escobar disse:

    A moto chama a atenção mas ao testá-la achei o pedal de marcha desconfortável para a mudança de marchas, principalmente para cima. Para freiar também achei que se tem de virar o pé muito para dentro.

  3. ARI FERNANDES disse:

    Eu estava pensando em comprar um 1.500 cc Boulevard, tenho uma Drag 2008, más devido ao que li, foi pesquisar melhor e tentar fazer um teste drive. A Suzuky só perde em não atender bem o cliente….

  4. Walter Kruger disse:

    Tenho uma Boulevard 1500cc com 8.000 Km nova, estava pensando em trocar pelo novo modelo, já mudei de idéia….

  5. Carvalho, Marco Antonio disse:

    Tenho uma M800 e estou pensando em uma moto de maior porte, esta noticia do Coronel Respino, me deixou com receio de seguir com a marca

  6. Jorge Luiz de souza disse:

    estou a procura de uma moto de porte e estilo pra viajar pelo pais. mas devido ao que li , ja estou em duvida da minha escolha.. lamento pelo nao atendimento ao caro colega de estrada..e lamento pela marca .. em fim vou fazer outra escolhas;.

  7. Marcos Aurélio disse:

    Interessante! O intento que tinha em adquirir uma Boulevard 1500 zera dissipou-se… realmente, no que tange ao atendimento ao cliente, informações como estas valem ouro.

  8. Marco Aurelio disse:

    Boa tarde pessoal.

    Desculpem-me, mas não é por conta de um problema encontrado que se pode denigrir a imagem da moto ou da montadora. Concordo que no caso relatado pelo Oduvaldo a Suzuki deveria (por lei e por bom senso) entregar uma nova moto, eles estão completamente errados no tratamento do problema.
    Mas a moto é muito boa (ainda mais que agora o preço é R$ 6.000,00 menor do que paguei quando a comprei), sem contar que além disso a moto vem com um ano de seguro (paguei R$ 2.500,00 em São Paulo).
    O atendimento não é dos melhores, mas já foi pior.
    Agora, falando da moto, é um canhão. Boa ciclística (apesar de dimensões e peso bastante avantajados), relativamente confortável (para viagens curtas). Viagens mais longas requerem a instalação de um para brisas e de apoios para os bancos (principalmente para o garupa).
    Abraço…

  9. Antonio Idalino Araújo disse:

    Tenho um moto Suzuki boulevard c 1500, modelo 2009, ultimo fabricado. De todas as motos que já possuí, Harley, Honda 600 e 750, marauder, a c 1500 ganha disparado em tudo. Conforto, potencia, dirigibilidade, custo e tudo mais. Não dá para entender como a SUZUKI tirou este modelo de linha para fabricar um monstrengo como a M 1500.

  10. paulo disse:

    Quando vi uma dessas a venda em uma concessionaria da Kawasaki
    autogiro em sbc por r$ 36.900,00 (obs) usada com 4.000km.
    Agora que li essa notícia estou entendendo melhor.
    Tô - fora Suzuki.
    Agradeço a informação, somos consumidores, e devemos estar atentos.

  11. ari fernandes disse:

    pensando bem, eu vou comprar uma 1500cc, acabei de ver uma vermelha, é muito bonita e imponente……. vou À loucura….

  12. fred disse:

    amigo estou revoltado com essa moto comprei uma boulevard 1500r para viajar final de ano,comprei em sp moro em itaquaquecetuba,obs zero km ano 2013 modelo 2014 com 86km apresentou esse problema levei na concessionária onde comprei belikar sp ,como estava na garantia trocaram a peça e fui apenas para praia grande no km 59 da imigrantes a moto parou novamente agora com 300km e pior fui assaltado levaram tudo menos a moto porque ela é gigante e não andava,se no começo já esta assim imagina mos proximos anos anda 200km chama o guincho,através do seu relato com certeza não quero mais a moto nem vou buscar na belikar quero meu dinheiro de volta porque R$ 46.000,00 não achamos no lixo.

  13. ARANHAMEC113 disse:

    ESTOU PRESTE A ADQUIRIR UMA M1500 2012 36.000,00 PNEUS 240 NA TRASEIRA,SUSPENSAO DIFERENCIADA NA TRAZ.,BUZINA ITALIANA,MARCADOR DE MARCHA AMERICANA,MONOPOSTO….AGORA DEU MEDOOOO!!! TENHO UNS DIAS A RESOLVER TAL COMPRA!!!

Leave a Reply