Caminho inverso: o sucesso das miniesportivas chega às pistas

21-01-2013-1

No mundo dos veículos motorizados, o caminho normal de uma grande novidade é começar nas pistas e só depois chegar às ruas. Foi assim com o sinto de segurança, o freio ABS, a tração integral, o uso do capacete e outros incontáveis exemplos. Mas uma novidade foge do padrão: as miniesportivas de 250 cc.

Quando a Kawasaki lançou a “Ninjinha”, ninguém saberia que sucesso poderia se esperar dali. Eis que a moto vendeu como água no deserto e fez a cabeça dos aficionados por design esportivo, mas que usavam a moto no dia a dia de uma cidade.

Logo surgiram concorrentes, o mercado cresceu nesse segmento e tomou as ruas.

O fato chamou a atenção de uma empresa: a Dorna.

Nunca ouviu falar? A Dorna é a organizadora do MotoGP e do Mundial de Superbike. Explicando. No MotoGP competem motos protótipos e na Superbike competem motos de linha modificadas para a pista.

Viu o quadro que se desenhou?

A Dorna já prometeu que uma nova categoria figurará na Superbike: 250 cc, com as miniesportivas de rua. A Honda, Kawasaki e a Duke já mostraram interesse na competição que só irá para as pistas em 2014. A Yamaha ainda não se manifestou, mas como a R1 é uma das maiores estrelas da Superbike, é provável que a marca dos diapasões entre nessa categoria das “esportivinhas” também.

Agora é esperar pra ver, mas não deixa de ser curioso o caminho dessa categoria: sair das ruas e chegar às pistas. Isso será ótimo para o segmento, pois motivará avanços tecnológicos e de segurança para esse tipo de moto.

Fique de olho. Até a próxima.

Tags:

Leave a Reply