Ainda sob os ecos de 2012, janeiro começa com baixas vendas de motos; indústria afirma que números apontam estabilidade

25-01-2013-1

A primeira quinzena do mês fechou com mais quedas no setor das duas rodas. No entanto, os fabricantes consideram essa baixa uma “estabilidade” nos negócios.

A média diária de emplacamentos é 5% menor que o mesmo período de 2012 e 10,5% menor em relação a dezembro passado. O desempenho é pior também que o mesmo período de janeiro de 2011, conforme números divulgados pela Abraciclo (Associação dos Fabricantes de Veículos de Duas Rodas).

Mas isso não assusta a indústria.

Segundo os fabricantes e a própria Abraciclo, os resultados iniciais confirmam as projeções para 2013, quando pretendem produzir 1,7 milhão de motos e vender 1,6 milhão no mercado interno.

O consumidor está “perdendo o medo” das seminovas. Ainda que forçadamente, pois os preços altos do veículo 0 km e a dificuldade de crédito da política dos bancos em 2012 fizeram o consumidor procurar alternativas às motos novas. O quadro em 2013 não deve se alterar quanto a isso.

Tags: ,

Leave a Reply