O aventureiro dentro de cada um de nós

27-02-2013-1

Olá, motoqueiros de plantão. Há poucos dias falamos da moto no cinema e como essa mídia pode ser usada para divulgar novidades no mercado. No entanto, outro filme me chamou a atenção e não porque dessa vez divulga um novo produto, mas porque mexe com o “aventureiro” dentro de cada um de nós.

O filme tem um roteiro que soa batido: um homem perde o emprego e a mulher e, na companhia de sua moto, faz uma viagem para encontrar a si mesmo. Mas o filme em questão tem outro detalhe que faz com que todos gostariam de ser Sanders (personagem central). Ele é contratado para escrever um guia dos melhores bares de estrada do oeste americano. Antes de partir conhece um senhor em um bar (lógico) que parte junto.

Mas, independentemente do enredo, a ideia me tecou por outro meio. Existe uma sabedoria e tranquilidade que apenas a estrada e os bares nos dão. E em companhia de algum(s) amigo(s).

Acredito que toda ego trip deveria passar por uma estrada (real e metafórica) e por um bar (real e metafórico). E também precisa de algumas companhias.

Primeiro, a estrada. Lá, sua conexão com si próprio e com sua moto é total. O cenário, apreciado sem pressa, é um perfeito pano de fundo para nossa sensação de liberdade, para nosso momento de “meditação” e liberdade. Assim como a vida, é a moto que diz quando trocar de marcha e não quando você quiser e a intenção é encontrar uma forma confortável de seguir viagem.

Os bares. Campo para quem busca pessoas interessantes, com histórias de vida incríveis, alguém que falará sobre um livro ou um filme que você não conhece ou topará partir junto com você, bêbado, para algum lugar inusitado (real ou imaginário). Imprevisíveis como a vida. Podem ser banais e, depois de horas, você se encontra no mesmo lugar. Mas podem ocasionar algo que te tira dos eixos.

Sem contar que, como diria Nelson Rodrigues, “só na ressaca o homem é perfeito”. Tudo o que se faz no bar, para todos os efeitos, tem consequências, maiores ou menores.

E o(s) amigo(s). Essa é simples. Pense nos grandes momentos da sua vida. Em quantos deles você estava completamente sozinho? Até a mais particular conquista e felicidade foi amplificada ao ser dividida. E, ao contrário do que se pensa, dividir é mais do que somar. Dividir é multiplicar.

Por isso, querido motoqueiro, se você ainda não fez uma boa viagem e parou em um bom bar na companhia de um bom amigo, não perca mais seu tempo. E sem pressa de chegar ou voltar, não importa a distância.

Por enquanto, curta o trailer do filme, chamado de “The best bar in America”, que será lançado direto no DVD e no iTunes. O longa ainda guarda o charme de ser uma produção independente e sem contar com muitos recursos. Todos os bares que aparecem na fita realmente existem e todos os coadjuvantes são realmente frequentadores daqueles bares.

Confira o trailer:

Tags: ,

Leave a Reply