Pneu radial ou convencional

Existem dois tipos de pneus, o radial e o convencional que levam estes nomes devido à diferença na estrutura entre eles. Mas não significa que um seja melhor que o outro, simplesmente é utilizado de forma diferente.

Nos convencionais, o tecido junto com a carcaça, compõem a estrutura do pneu, formando ângulos com a linha central da banda de rodagem.
Nos radiais, além da estruturo têxtil, possuem uma cintura de aço paralela à linha central da banda de rodagem, onde os fios metálicos formam um ângulo de 0º com a linha central.

As diferenças estruturais determinam à utilização mais adequada de cada pneu. Já que os radiais são utilizados para motos maiores e com mais cilindradas, oferece mais resistência e desempenho para as altas velocidades e frenagens bruscas que em situações extremas o pneu convencional seria um risco, entretanto os convencionais possui uma variedade imensa, podendo ser utilizados em motos de baixa cilindrada, motocicletas, off-road ou até mesmo em motos big-trail.

Por exemplo, uma moto de 125cc não necessita de um pneu radial, pois além de não ultrapassar os 110 km/h seria um desperdício e incômodo, já que os pneus não trabalhariam com a suspensão desenvolvida para pneus convencionais, fora que o rendimento quilométrico é o importante para motociclistas deste perfil de moto.

Agora, uma moto superesportiva, como a Honda CBR 600RR, que atinge mais de 250 km/h, o radial é obrigatório, pois o pneu sofre muito esforço nas acelerações e frenagens devido à alta velocidade.

Para as motos off-road, o radial já não suportaria o grande esforço, pois os pneus são submetidos a impactos muito fortes, por isto dos convencionais, não podendo esquecer que o amortecimento e a adaptação para terrenos irregulares são fundamentas.

É muito simples diferencia-los afinal, os fabricantes usam códigos específicos e as medidas para cada pneu, por exemplo, um convencional da Honda CG 150, possui nas medidas 90/90 - 18.0, onde o “-” indica que se tratada de um pneu convencional.
Enquanto a superesportiva Yamaha YZF R1 possui as seguintes descrições 190/50 R 17, onde o “R” indica que é fabricação radial. Os números para ambos referem-se à largura (em milímetros), altura e o aro da roda.

Uma dica importantíssima, para não ter dor de cabeça, siga SEMPRE às instruções do fabricante discriminadas no manual do usuário.

Fonte: Moto

Tags: , , , ,

4 Responses to “Pneu radial ou convencional”

  1. Alexandre disse:

    Cara, legal o blog, recem criado, parece prometer coisas boas. Ja sou um leitor fiel.
    Acho q combinaria ter, junto coma materia do tipo de pneu, uma falando das calibragens. Tipo, como e oq isso afeta no desempenho e estabilidade.
    Abraço e sucesso.

  2. cezar disse:

    Comentário do editor:

    Alexandre,
    Obrigado por ser um leitor fiel, e obrigado pela dica, vamos está sempre tratando de novidades, dicas e outros assuntos relacionados com motos.

    Abraço,
    Cézar

  3. diego disse:

    Olá, mto bom, e oque voce acha de pneu radial para nx4 falcon ?

  4. erik diaz fernandes disse:

    pneu radial é melhor na minha opinião ele é mas estilozo

Leave a Reply