Posts Tagged ‘2013’

Brasil sorriu para a Triumph em 2013

quinta-feira, janeiro 9th, 2014

09-01-2014-1

As vendas de motos no Brasil caíram em 2013. Isso é um fato, colega motoqueiro. Os motivos são muitos, desde medo de roubos e furtos até dificuldade de crédito. Quem sofreu foi o segmento de motos pequenas e utilitárias, responsável por mais de 50% de todo mercado nacional.

Porém, as marcas de “luxo” e os segmentos de motos médias e grandes viram as vendas irem muito bem, obrigado. E se tem uma montadora que comemorou, essa foi a Triumph.

A ascensão da Triumph no Brasil foi rápida. A tradicional fabricante britânica de motocicletas desembarcou no mercado brasileiro em outubro de 2012 e, com pouco mais de um ano, já aumentou a produção por conta da elevação da demanda, bateu metas de vendas e duplicou a linha de modelos.

Chegou apenas com três modelos fabricados em Manaus: a Tiger 800 XC, a Speed Triple e a espetacular Bonneville T100. Hoje, pouco mais de um ano depois, a marca já conta com 12 modelos no portfólio.

E mais: a estimativa era vender 2.500 unidades até o inicio de 2014. Em dezembro de 2013, mais de 2.900 unidades já estavam nas ruas. Tanto que, para este ano, a meta subiu para 3.500 unidades. Alguém aí duvida que os ingleses conseguem? Se depender de mim, espero que pelo menos tenha uma Bonneville a mais nas ruas em 2014…

Até a próxima.

Que 2013 venha de moto: o que esperamos do novo ano

segunda-feira, janeiro 7th, 2013

07-01-2013-1

Mais um ano que dá lugar a outro. O que nós, motoqueiros, devemos esperar e exigir para o ano novo?

O ano de 2012 fechou em baixa na venda de motos pequenas (e em alta em lançamentos de motos grandes para 2013).  Muito disso se deve a um detalhe fora do mercado motociclístico: a dificuldade de crédito. Dessa forma, aqueles que optaram por usar a moto como veículo de trabalho tiveram problemas para um financiamento de uma motocicleta 0 km.

Um ponto a se analisar para o ano novo é a compra de seminovos. Procurando algo em bom estado, podemos reduzir nosso consumo de produtos novos. Mas isso não exclui o principal desejo: maior facilidade para financiamento por parte das concessionárias e dos bancos.

Outro ponto a ser tocado (esse já discutido inúmeras vezes aqui no blog) é a ausência de item de segurança nas motocicletas, mesmo as pequenas. Já passou da hora de construtores e governos olharem para o motociclista como parte integrante do trânsito. Freio ABS serão obrigatórios em carros desde o 1.0, por que para motos ninguém se mexe? Isso é respeito à vida do consumidor.

Já que tocamos no assunto de ser parte do trânsito, uma exigência que todos podem fazer para seus vereadores é a criação e legalização de lugares para estacionar. Parece besteira, mas quem já andou pelas regiões centrais de São Paulo sabe que essa tarefa pode ser muito difícil e cansativa.

Uma redução significativa em impostos e no preço dos veículos é um desejo constante, difícil de listar. Mas ser tratado com respeito é o mínimo. Pagamos caro e devemos exigir, pelo menos, qualidade de ponta.

Porém, o mais importante e fundamental de todos os desejos é o respeito no trânsito e a responsabilidade de todos os condutores. Quem lê o blog já sabe o quanto falamos disso. Não podemos sair para a rua ou estrada com nossas motos como se estivéssemos indo para uma frente de combate, em alguns casos deixando amigos e famílias até preocupados.

Mais importante que leis, preços, vendas, itens, comodidade e etc. é a segurança e a vida de todos. Para 2013 eu pretendo, acima de tudo, pedir mais desculpas, me irritar menos, desculpar mais e olhar para o trânsito como espaço para ser compartilhado e nunca disputado.

Vamos fazer nossa parte!

Um bom 2013 pra todos e até a próxima.