Posts Tagged ‘Adicionar nova tag’

Cortar grama rapidamente

quinta-feira, julho 18th, 2013

18-07-2013-1

Você deve estar pensando, colega motoqueiro, o que isso tem a ver com motos. A princípio, absolutamente nada. Mas, em parceria com uma equipe do Campeonato Britânico de Turismo, a Team Dynamics, a Honda do Reino Unido decidiu criar um cortador de grama: o Honda Mean Mower.

Não tem nada demais nisso, afinal a Honda já vende ser trator cortador de gramas para uso em áreas pequenas na Europa, o HF2620. Acontece que esse novo cortador de grama, o tal Mean Mower, atinge a velocidade de 210kh/h!

Sim, parece bizarro, mas não é. Ele é equipado com o motor V2 da antiga Honda VTR 1000F Superhawk de 1.000 cc e 109 cv de potência. Ele também tem suspensões de um AVT da Honda e chassi em aço cromo e câmbio de seis marchas.

Não satisfeito em ser o cortador de grama mais rápido do mundo, o Mean Mower também é mais eficiente. Ele conta com dois motores elétricos que giram cabos de aço de 3 mm. Os cabos cortam a grama a uma velocidade de 25 km/h, isso, garante a Honda, é duas vezes mais rápido que os cortadores “normais” da marca.

Se você morasse na Europa ou nos EUA, poderia até arrumar um bico e cortar a grama da vizinhança, diz aí.

Até a próxima.

Dicas para andar de moto na chuva

segunda-feira, janeiro 17th, 2011

pilotandonachuva

Sabemos que o cuidado deve ser redobrado para pilotar na chuva. Se puder evitar é melhor, uma vez que a visibilidade fica comprometida. Mas, se não tiver outro jeito, saiba algumas dicas de como ficar em segurança:
1.O ideal é ter uma roupa apropriada, pois o desconforto compromete a pilotagem.

2.Diminua a pressão dos pneus, um pouco apenas, pois essa circunstância requer mais aderência ao solo. A pressão pode variar conforme a condição, mas lembre-se de não baixar muito. Feito isso, não vá esquecer de calibrar os pneus quando parar a chuva.

3.Com a pista molhada estar atento às poças d’água, pois escondem buracos, pedras ou até mesmo causar uma aquaplanagem, condição em que as rodas perdem contato com o solo. Diminua a velocidade e evite passar sobre elas. Ao percorrer trechos urbanos evite passar pelo canto interno das curvas. Nessa região fica toda a sujeira do asfalto, principalmente resíduos dos veículos pesados.

4. As faixas pintadas no asfalto costumam ser escorregadias mesmo no seco, portanto, evite andar por elas e mais ainda, evite acelerar ao passar.

5. Frear a motocicleta exige a distribuição entre os freios dianteiro e traseiro. O adequado é que essa proporção seja de 70% na roda dianteira e 30% na roda traseira, porém sempre de modo gradual e contínuo até a moto parar. Se frear no seco já exige cautela, com o piso molhado a atenção deve ser maior. Pelo fato de o disco de freio estar molhado, pode ocorrer certo retardo na ação de frear.

6. Cuidado também com as manchas no asfalto: elas podem indicar algum problema, como óleo ou alguma substância escorregadia, desníveis de pista ou objetos soltos. Se for preciso, corrija a trajetória, porém sem se esquecer do tráfego a sua volta.

Fonte: G1