Posts Tagged ‘bandit’

Linha Bandit 650

segunda-feira, setembro 20th, 2010

A nova linha Bandit 650, nas versões N (naked) e S (semi carenada) chega ao Brasil em outubro. Apesar do atraso de quase três anos, já que foi apresentada ao público brasileiro, no salão Duas Rodas de 2007.

O modelo conta com suspensão telescópica tradicional e monoamortecedor na parte traseira. Ambas as suspensões possuem regulagem de pré-carga e retorno da mola. Equipada com rodas de liga leve de 17 polegadas, calçadas com pneus de perfil esportivo.

Com relação ao sistema de freios, as duas versões contam com disco em ambas as rodas. Na dianteira, disco duplo flutuante de 310 mm de diâmetro, “mordidos” por pinças de quatro pistões. Já na traseira, disco simples de 240 mm de diâmetro e pinça de duplo pistão. Infelizmente, o Brasil só receberá modelos básicos, sem o freio ABS.

Para uma maior harmornização entre os elementos da dianteira, a versão N ganhou também uma nova capa lateral, estrategicamente posicionada entre a coluna de direção e o tanque. Aliás, o compartimento de combustível tem capacidade para 19 litros, que confere a moto uma boa autonomia. Já o modelo S conta com a proteção e o conforto do para brisa, que protege o piloto da fuligem, de pedriscos, de insetos, do vento e da chuva

O preço ainda não foi divulgado, mas deve girar em torno de R$ 29.000. A nova linha Bandit estará disponível em quatro opções de cores: preta, prata, azul e vermelha.

Ficha técnica

Motor: 4 tempos,  4 cilindros em linha, 16 válvulas,  DOHC, refrigeração líquida

Potência Máxima: 85hp a 10.500 rpm

Torque Máximo 6,27 kgf.m a 8.900 rpm

Transmissão: 6 velocidades

Comprimento Total 2.130 mm

Peso Seco 215 kg

Tanque 19 litros Óleo do Motor 3,5 litros (com troca de filtro)

Fonte: Moto Esporte

Suzuki Bandit 2009

quarta-feira, junho 10th, 2009

bandit2

No ano do centenário da Suzuki, foi lançada a versão 2009 da naked Bandit 650 no final de maio, na Inglaterra.

Disponível nas versões naked (N) e semicarenada (S), a novidade foi exposta pela primeira vez ao público no Salão de Milão, em novembro do ano passado. Seu design foi renovado para manter-se atualizada perante a concorrência: Yamaha XJ6, Ducati Monster 696, Honda CBF 600 e Kawasaki ER-6 N.

Apesar do novo visual, a base mecânica é a mesma da versão anterior. Ou seja, a Bandit 650 2009 só ganhou nova roupagem e sobrevida.

Habitual na linha Bandit, foram mantidas as versões naked e semicarenada. Ambas tiveram alterações no design, em uma tentativa de modernizá-las, o que pode gerar certa discórdia entre os fãs da saga dessa naked de sucesso.

Novidades em comum das duas versões são a rabeta mais afilada, escapamento redesenhado, novo para-lama traseiro e pintura da balança ebandit11 das bengalas na cor preta. O motor também volta a ter pintura na cor preta, como nas primeiras unidades da Bandit 650 carburadas.

No quesito segurança a Bandit deu um passo à frente, já que adotou o sistema de freios ABS em sua versão topo de linha. Além do banco da garupa ter uma saliência para evitar escorregões em freadas mais fortes.

Na versão N, as novidades são o farol multifacetado (sem a pestana entre o painel e farol da versão anterior), painel mesclando mostradores analógicos e digitais e novas letas no tanque. Já a S — semicarenada — apresenta um novo farol, porém com um único refletor, o que gera certa regressão comparada às versões anteriores que possuíam farol duplo. Compensando, a carenagem tem dois porta objetos nas pontas, facilitando a vida do piloto.

Não existem novidades gritantes da nova para a versão anterior. O motor de quatro cilindros em linha de 656 cm³ gera 85 cv de potência a 10.500 rpm e 6,27 kgfm a 8.900 rpm. A alimentação é feita por injeção eletrônica e a refrigeração é líquida. Tomando por base o modelo anterior a unidade motriz dessa naked garante boas arrancadas e disposição suficiente para rodar em ruas e estradas, seja pilotando sozinho ou com garupa.

Montada num quadro de trave dupla em aço, a “bandida” apresenta a receita padrão em motos naked: freios com duplo disco na dianteira e simples na traseira, suspensão dianteira com garfos telescópicos e monoamortecimento na roda traseira. Ambas as suspensões possuem opção de regulagem de pré-carga e retorno da mola.

Os manetes de freio e embreagem também possuem regulagens, com quatro posições de distância para ambos; a altura do banco do piloto também é ajustável e pode variar entre 790 e 810 mm.

Se você se interessou terá que esperar ou importar uma. Segundo a assessoria de imprensa da marca, não há previsão de chegada do modelo novo ao Brasil. Na Inglaterra, a moto custa a partir de 5.000 libras na versão N, sem ABS, ou seja, cerca de R$ 16.000.

Fonte: Uol/Infomoto

Suzuki Bandit 650N

quinta-feira, dezembro 18th, 2008

A Suzuki Bandit 650N é ‘moto com cara de moto’; no exterior, porém, apelo também vem da versão 2009, já lançada pela Suzuki.

Versatilidade continua sendo a palavra-chave dessa Suzuki, que permite uma tocada esportiva com confortável posição de pilotagem.

Apesar de deitar bastante nas curvas, as suspensões da Bandit 650N 2008 são calibradas para oferecerem conforto.

Com ajuste original das suspensões, voltadas ao conforto, é preciso cuidado ao se reacelerar nas saídas de curva.

Versátil, Bandit 650 N se sai bem tanto em longas viagens como em curvas mais radicais.

Bandit tem preço sugerido de R$ 31.151 - concorrentes Honda Hornet e Yamaha FZ-6N são vendidas a R$ 32.000.

Visualmente a Suzuki Bandit 650N 2008 não mudou muito, as principais novidades estão no motor, com refrigeração líquida. O motor manteve capacidade de 656 cm³, mas ganhou injeção eletrônica, refrigeração líquida, nova pintura e mais cavalos: 85 cv a 10.500 rpm.

Graças ao largo banco em dois níveis, piloto e garupa desfrutam de muito conforto.

Freios mudaram e discos agora são flutuantes com pinças de quatro pistões opostos, A ponteira de escape maior é uma das poucas novidades visuais da Bandit 650N 2008. O Painel é exatamente o mesmo da versão anterior com dois mostradores redondos: conta-giros analógico e velocímetro digital.

Fonte: Uol