Posts Tagged ‘bmw’

BMW faz recall de 56 motos no Brasil

quarta-feira, janeiro 15th, 2014

15-01-2014-1

Colega motoqueiro feliz proprietário de uma das unidades da BMW F 800 S no Brasil, sua moto pode estar nesse recall.

A BMW Motorrad do Brasil convocou as unidades da F 800 S fabricadas entre agosto de 2006 e julho de 2007, com numeração de chassis de ZP19194 até ZP19951 e ZP20012 até ZP22896 para reparo. O motivo é uma falha no sistema do diferencial da roda traseira que pode gerar um desgaste prematuro da peça.

Segundo a montadora, os reparos começam no dia 20 de janeiro e o tempo gasto é de, no máximo, 90 minutos. Vale lembrar que um recall nunca pode ser cobrado pela montadora ou concessionária, onde o proprietário deve comparecer com sua moto.

Para mais informações, a BMW tem o telefone 0800 707 3578 que atende de segunda a sexta, das 8h às 19h e o site www.bmw-motorrad.com.br. Não deixe de fazer.

Até a próxima.

BMW começa a produzir sua cafe racer

quarta-feira, dezembro 11th, 2013

11-12-2013-1

Motoqueiro, você já deve ter notado que o estilo cafe racer voltou a ganhar espaço no mercado. São motos nakeds vintage, com um toque de esportividade e muito do estilo bobber das antigas custom. Para coroar esse novo-antigo segmento, a BMW apresentou sua R nine T.

Baseada na Concept Ninety, que você viu aqui, a R nine T é uma legítima “cafe racer do século XXI”. Com moderno motor boxer de dois cilindros de 1.100 cc de 110 cv de potência e seis marchas, a motoca conserva a facilidade de customização das originais.

A montagem das três primeiras unidades foi acompanha por 100 esptadores dentro da fábrica de Berlim. Por enquanto, o modelo só existirá por pouco tempo, comemorando os 90 anos da divisão de duas rodas da BMW, mas se o sucesso for enorme, é possível que a marca bávara inclua a R nine T (ou outro modelo do segmento) em seu portfólio permanentemente.

Eu acharia muito bom, afinal, esse é um segmento cheio de charme e de fãs e não deixa de ser uma ótima alternativa para os amantes de urbanas que procuram algo diferente das nakeds esportivas japonesas.

Até a próxima.

Marcas de luxo apostam em modelos menores

segunda-feira, novembro 25th, 2013

25-11-2013-1

(Harley-Davidson Street 750, customizada para provar que é uma autêntica H-D)

Colega motoqueiro, existem marcas de moto voltadas ao público relamente rico que pode gastar mais de R$ 30 mil num modelo: BMW, Harley-Davidson, Triumph, KTM… Acontece que todas essas montadoras apresentaram um traço semelhante em 2013: pensar em novos consumidores com modelos de entrada mais baratos e menores.

De Milão veio a confirmação que a KTM voltaria para o Brasil e traria seus modelos menores de 400 cc. Isso já deixa o mercado de motos pequenas e médias mais parrudo, pois é uma amrca de luxo investindo nessa faixa de potência e preço.

A Triumph mostrou, também em Milão, o projeto que será de sua minisport de 250 cc. A marca “encolheu” de vez para abocanhar um segmento forte em mercados emergentes, como Índia e Brasil.

A Harley-Davidson impressionou ao fazer motos médias de 500 e 750 cc. A linha chamada de H-D Street desagradou alguns puristas mais ricos, que afirmaram que diminuir o motor faz perder o conceito da marca. Essa motos, também direcionadas a mercados menores, serão montadas a princípio nos EUA e na Índia, mas certamente chegarão ao Brasil.

A BMW diminui para 650 cc. Mas foi mais longe: apresentou scooters e firmou parceria com a montadora indiana TVS, o que leva a crer que pretende olhar para modelos menores também.

Ainda não sabemos como será a introdução dessas montadoras nos segmentos menores, lembrando que o diferencial delas não são apenas as motos,mas todo serviço exclusivo de auxilio ao consumidor, que começa assim que você adentra uma de suas concessionárias.

O que você acha? Uma boa proposta?

Até a próxima.

Supermotos que você vai encontrar no Salão Duas Rodas – Parte 2

sexta-feira, outubro 4th, 2013

04-10-2013-1

Motoqueiros e motoqueiras, dando sequência ao que já discutimos ontem, vamos falar de mais algumas das motocas que você vai poder ver pessoalmente no Salão Duas Rodas de São Paulo entre os dias 8 e 13 de outubro no Centro de Exposição Anhembi.

Além das já comentadas, o estande da BMW vale sempre uma boa visita. A boa novidade por lá será a presença e o lançamento oficial da F 800 GS Adventure, uma versão aventureira da F 800 que encara qualquer clima e terreno. Qualquer um mesmo!

Ainda da Europa, a italiana Benelli faz sua estreia no Salão. Como é tradicional da escola italiana, pode esperar motos de rua potentes, tecnológicas, com design impecável e “cara de mau”. O destaque é pra supernaked TnT 1130. Pense num canhão…

Já a Ducati, que cada vez mais cresce no Brasil, vai mostrar sua Hyperstrada (montada por aqui). Assim como a BMW F 800 GS Adventure, é um motard perfeita pra boas e longas viagens em que é preciso enfrentar qualquer tipo de terreno.

Pra quem quer ver motos mais cotidianas, digamos assim, a Yamaha mostrará sua “anti-CG”: a inédita Fazer 150. As nova família da CG, da Honda, também estará lá. Ótimo momento pra comparar as motos.

As scooters marcam presença, principalmente no segmento de maxis. Depois de reinar quase sem concorrentes, a Suzuki Burgman terá que encarar dois adversário de peso: a Yamaha T-Max 530 e a Dafra Maxsym 400i.

Conselho: pode aparecer lá que tem pra todos os gostos. Em breve, falaremos das estradeiras.

Até a próxima.

BMW apresenta scooter elétrico finalizado na Alemanha

quinta-feira, setembro 12th, 2013

12-09-2013-1

Ainda tem motoqueiro que torce o nariz pra scooter e pra motor elétrico, mas sinto muito quem não gosta: eles são realidades e a melhor solução motorizada particular para a mobilidade urbana. Sabendo isso, a gigante BMW, que de boba nada tem, apresentou seu scooter elétrico na Alemanha, aproveitando a onda de lançamentos do Salão de Frankfurt (que é destinado a automóveis).

Baseado no protótipo de 2011 Concept.e., surge o C Evolution, “um novo capitulo para a mobilidade urbana e para a história da BMW”, segundo a própria montadora.

Ainda sem data para chegar às lojas, o C Evolution chega a 120 km/h de velocidade máxima (limitada eletronicamente) e seu motor rende 47 cv. Autonomia é de cerca de 100 km e carga leva 4 horas para ser completa recarregando em tomada de 220 V.

De acordo com a BMW, a aceleração do scooter é superior ao de modelos convencionais de 600 cilindradas ou mais. Dados da fabricante apontam que o veículo faz de 0 a 100 em 6,2 segundos. Ou seja, já chegou logo um “maxiscooter elétrico”.

O modelo ainda traz freios ABS e dispensa o uso de chassi tradicional. O conjunto fica ancorado na caixa de bateria central, feita de alumínio, que serve de apoio para a balança traseira e suspensão dianteira.

A única coisa que me incomoda nesse scooter (e em quase todos os elétricos) é a necessidade de ter um visual futurista e abusar de cores como cinza e verde-limão. Um toquezinho de discrição e retro não fariam mal a ninguém.

De toda forma, a despeito dos eternos “haters”, é um veículo e tanto pra motoqueiro nenhum botar defeito.

Até a próxima.

90 anos deixou BMW muito saudosista

sexta-feira, junho 14th, 2013

14-06-2013-1

(R 1200 R original)

14-06-2013-2

(R 1200 R com o kit vintage)

Amigos, motoqueiros, como vocês sabem, a BMW completa 90 anos de motociclismo. Eles inclusive já revelaram um modelo comemorativo retro até o osso que você viu aqui. Acontece que os bávaros literalmente “piraram no retro” e decidiram disponibilizar kits que “transformam” motos novas da marca em relíquias vintage.

Criados sob encomenda pela italiana Unit Garage para a R 1200 R e GS, os pacotes de peças dão aos modelos visuais similares a modelos dos anos 70, no caso da R, e dos 80, para a GS.

O pacote da R 1200 R é compatível com modelos de 2006 a 2013. Para a R 1200 GS, o kit é compatível dos modelos de 2004 a 2012. Segundo a Unit Garage, é fácil de instalá-los e voltar ao original quando bem entender.

Mas se você é ligado, já percebeu um probleminha. A GS que veio pro Brasil é o modelo novo, 2013, portanto não compatível com o kit. #chateado.

De qualquer forma, vale dar uma comparada no “antes e depois” e dizer qual gostou mais.

Até a próxima.

14-06-2013-3

(R 1200 GS original)

14-06-2013-4

(R 1200 GS com o kit vintage)

BMW comemorativa é retrô até o caroço

terça-feira, maio 28th, 2013

28-05-2013-1-1

A Concept Ninety é uma renovação de uma moto tradicional da BMW

Colega motoqueiro, você bem sabe que este ano a BMW faz 90 anos no seguimento de motos. E, como toda grande empresa do ramo, prepara modelos comemorativos e especiais. Depois de boatos e especulações, um conceito foi revelado e só digo uma coisa: é retrô até a alma.

O pessoal da empresa bávara decidiu homenagear uma de suas mais icônicas motocicletas, a R 90 S, lançada há exatos 40 anos. Comemoração dupla.

A R 90 S foi a primeira moto a contar com carenagem. A primeira grande esportiva da marca ultrapassava os 200 km/h em 1973. Mas se você espera um visual de superesportiva, pode tirar o cavalinho da chuva. As primeiras esportivas eram no estilo café racer e pensadas para rua, não para pista.

A Concept Ninety (nome dado ao conceito comemorativo) é uma atualização da lendária R 90 S. Mesmo sem divulgar detalhes técnicos, a BMW já garantiu que a moto é equipada com o enorme motor boxer de 1200 cc que também está presente na R 1200 GS. Além do mais, a Ninety traz em seu conjunto o logotipo “R 90 S” igual a da original.

Moto linda para os saudosistas e para aqueles que, mesmo não tendo visto a R 90 S, gostam de um estilo vintage.

Curtiu a moto?

28-05-2013-1-21

A R 90 S original

BMW pode lançar uma Café Racer

quinta-feira, abril 18th, 2013

18-04-2013-1

Colegas motoqueiros, a BMW anda muito saidinha. Depois de anunciar que entrará no mundo das baixas cilindradas, a montadora alemã faz mistério em relação a uma moto para ser lançada em 2013.

O modelo será comemorativo aos 90 anos da BMW Motorrad (divisão de duas rodas da BMW). Além de versões especiais, uma moto original ganhará vida. Acontece que um site holandês muito conceituado chamado Oliepeil andou dizendo que a moto secreta é uma naked com fortes influências do estilo café racer (as motos de corrida de rua dos anos 60).

Inclusive divulgou esse desenho aí de cima. A marca alemã não se pronunciou, mas pelo que foi dito ano passado no Salão de Milão, é provável que seja verdade. Na ocasião, foi dito que a moto seria equipada com a versão clássica do motor BMW, refrigerada a ar e boxer de dois cilindros opostos.

O visual da projeção artística lembra muito a bela naked R 1200 R, o que a torna ainda mais provável. Enquanto anda da empresa bávara se pronunciar, o Brasil já está na rota das versões comemorativas de 90 anos da BMW Motorrad e receberá as R 1200 GS Adventure, a R 1200 RT e a própria R 1200 R em pinturas e configurações especiais.

E você? Acha que essa naked/café racer vai mesmo pintar?

Até a próxima.

18-04-2013-2

R 1200 R: A semelhança é clara

BMW fecha parceria para entrar no mundo da baixa cilindrada

quarta-feira, abril 10th, 2013

10-04-2013-1

Colega motoqueiro. Se você gosta das motos BMW (como quase todos), mas utiliza motos de baixa cilindrada, uma boa noticia pra você. Um acordo foi anunciado essa semana entre a montadora alemã e a indiana TVS para fabricação de motos pequenas.

A parceria prevê desenvolvimento e construção de motos com menos de 500 cc. Mesmo com etapas comuns, os produtos finais de BMW e TVS terão características individuais.

Com isso, a BMW entra numa fatia de mercado muito interessante e deve aquecer esse setor. Como acreditamos que manterão a qualidade de suas motos nas pequenas, certamente boas novidades estão a caminho.

A Índia será o primeiro mercado da s BMWs de baixa cilindrada. Tomara que venham para o Brasil para sacudir esse setor e dar alternativas de qualidade para o consumidor.

Agora é só esperar.

Até a próxima.

BMW pega todos de surpresa e vende a Husqvarna

terça-feira, fevereiro 5th, 2013

05-02-2013-1

Veja bem, colega motoqueiro, todos mesmo! Inclusive a subsidiária brasileira que já tinha anunciado que montaria alguns modelos da Husqvarna no país e importaria outros.

Tudo indica que a movimentação foi feita em segredo pela própria BMW na Alemanha, que vendeu a marca sueca para o grupo Pierer Industrie AG da Áustria. Mas a manobra não deixa de ser surpreendente por inúmeros motivos.

Quando o grupo bávaro comprou a Husqvarna, era clara a intenção de ter uma co-brand para ampliar seu arsenal de off road e atrair o público jovem para a marca BMW. A Husqvarna, por sua vez, precisava se reerguer e ganhar fama em diversas partes do globo, já que apesar da indiscutível qualidade, a marca não conseguia criar identidade com publico “não profissional”.

Mas a notícia deixou muitas perguntas no ar. Como fica a Copa EFX que estrearia em São Paulo, no dia 24 de fevereiro e com o patrocínio da Husqvarna? Quem vai pagar essa conta? Como fica a reputação da BMW perante seus clientes atuais e futuros, já que semana passada a subsidiária brasileira tinha anunciado a chegada da Husqvarna no país?

É, motoqueiros, vamos aguardar para descobrir essas respostas.

Até a próxima.