Posts Tagged ‘carro’

Sidecar: lazer ou trabalho?

quarta-feira, maio 19th, 2010

sidecar

Por volta de 1900 na Europa, surgia dispositivo de uma única roda preso a um lado de uma motocicleta, resultando em um veículo de três rodas, o famoso sidecar. Feito para tranportar mais um passageiro, os sidecars ficaram famosos por sua utilização na 1ª e 2ª Guerras Mundiais e em filmes.

No mundo, estima-se que rodem um milhão de sidecars, destes números - até 2009 - cerca de 10 mil circulavam pelo Brasil. Não é muito comum ver uma moto com este dispositivo circulando pelas grandes cidades. Por não ser prático (ocupa o mesmo espaço que um carro) ele não é muito utilizado por motoqueiros que utilizam a moto no seu dia a dia.

Hoje os sidecars são utilizados por colecionadores, que incrementam suas motos, ou no comércio em pequenas cidades do interior, onde é comum ver uma adaptação do sidecar chamado “sidecarga”.

Na teoria é o mesmo dispositivo acomplado na moto, mas na prática ele serve para carregar produtos como butijão de gás, galões de água, entregas de supermercado, engradados de cerveja e etc.

Fonte: G1

Harley-Davidson V-Rod Muscle

quinta-feira, julho 16th, 2009

harleyvrod

A Harley-Davidson V-Rod Muscle é uma moto de personalidade forte, radical de corpo e alma, já que conta com design arrojado traduzido pelo porte avantajado e pelo belo motor V2 desenvolvido em parceria com a Porsche.

Além da Porsche, outros carros estão envolvidos indiretamente nesta máquina. Ford Mustang, Dodge Challenger e Chevrolet Camaro serviram de inspiração para as linhas angulosas da nova Harley.

Ficha Técnica: Harley-Davidson V-Rod Muscle

Motor: Revolution, 1250 cm³, dois cilindros em V, a 60º, refrigerado a água.
Transmissão: Câmbio de cinco velocidades com transmissão final por correia dentada.
Alimentação: Injeção eletrônica de combustível. Partida elétrica.
Potência: 122 cv a 8250 rpm.
Torque: 11,7 kgfm a 7.000 rpm.
Diâmetro e curso: 105 mm x 72 mm. Taxa de compressão: 11,5:1.
Suspensão: Telescópica invertida de 43 mm, na dianteira; Duplo amortecedores com regulagem de pré-carga, na traseira.
Freios: Disco duplo de 300 mm com quatro pistões (dianteiro) e disco simples de 300 mm (traseiro).
Rodas e pneus: Liga-leve de cinco raios, 120/70-19 na dianteira e 240/40-18 na traseira.
Chassi: Duplo berço em aço.
Dimensões: 2.410 mm de comprimento, entre-eixos de 1.700 mm, 105 mm de altura para o solo e 640 mm de altura do assento ao solo.
Tanque: 18,9 litros.
Peso: 292 kg.
Cores: Preta, prata, azul e vermelha.
Preço: R$ 82.900.

Fonte: UOL

Scorpion Prodigy

quinta-feira, abril 9th, 2009

Scorpion

Depois da Ferrari Hayabusa, apresentamos hoje a não menos esquisita Scorpion Prodigy.Há dois anos e meio, o proprietário da americana Scorpion Motorsports, Mark Margolis, e o chefe de design, Mike Gellatly, uniram forças para montar um veículo exclusivo, o trike Scorpion Prodigy.

A idéia é oferecer um veículo com o máximo de desempenho pelo menor preço. Fabricados em três versões (P6, P10 e P13), ele é um misto de carro e moto e custa a partir de US$ 39.900.

Olhando o Prodigy de frente, tem-se a impressão de se estar vendo um automóvel do tipo fórmula. Agora visto de traseira, com sua única roda, fica clara a imagem de moto, exceto pelo largo pneu de 285 milímetros de largura montado em uma roda de 10,5 polegadas.

A balança é originária de uma moto, assim como o escape esportivo. E o motor provém da família GSX de esportivas da Suzuki — a versão P6 tem o motor das GSX-R 600 fabricadas entre 2002 e 2005, a P10 tem a Scorpion2motorização de 1000 cilindradas, fabricada entre 2005 e 2006, enquanto a P13 está equipada com o motor da famosa 1300R Hayabusa em sua primeira geração.

Da metade para frente, o Prodigy parece um carro recém saído das pistas.

Pneus largos na dianteira com rodas de liga-leve fazem parte do trem dianteiro, assim como a suspensão independente e amortecedores montados praticamente na horizontal.

Por dentro, o cockpit é bem semelhante ao de um monoposto, com três pedais de comando — acelerador, freio e embreagem — iguais aos de um carro.

O câmbio tem o sistema utilizado em competições, com borboletas atrás do volante, onde a alavanca da direita aumenta as marchas e a do lado esquerdo, reduz.

No painel há diversas informações como conta-giros, indicador de marcha e um dispositivo para conferir o desempenho do veículo no computador. Como em seu país de origem o Prodigy é considerado um triciclo, é necessário utilizar capacete para circular o bólido.

Fonte: Infomoto