Posts Tagged ‘Estilizadas’

Santa Tartaruga!

segunda-feira, janeiro 13th, 2014

13-01-2014-1

Se você, como eu, reconhece o “grito de guerra” do título, então é porque foi um feliz fanático pelas Tartarugas Ninjas. O desenho animado das tartarugas mutantes humanóides ninjas foi febre durante os anos 80 e 90. E eu amava (e ainda amo).

O sucesso deu origem a filme, brinquedos, camisetas, videogames e todo tipo de cacareco. Eu colecionei quase todos (confissão: até hoje um bonequinho de cada uma das quatro fazem aprte da decoração do meu quarto). E o que isso tem a ver com motos?

Simples: em 2014 a Honda decidiu fazer uma homenagem ao desenho e aos fãs, hoje todos adultos, e fabricar uma versão das “Turtles” para a MSX 125. A pequena utilitária co influencias de trail receberá quatro acabamentos, cada um baseado em um heroi: azul para o Leonardo, roxo para o Donatello, vermelho para o Rafael e laranja para o Michelangelo.

Curiosidade: não bastasse as tartarugas terem nomes de atístas italianos do Renascimento, eram fanáticas por pizza (prato italiano) e moravam em Nova Iorque (maior colônia italiana dos EUA). Mais velho, já como estudante e entusiasta de arte italiana, Donatello, Leonardo, Rafael e Michelangelo voltaram a cruzar meu caminho. E voltaram a ser meus herois. Em ambas versão, Michelangelo e Rafael são meus preferidos.

Eu já estava animado, mas a moto só será vendida na Índia (#chatiadíssimo).

Moto-foguete de 1.000 cv pretende bater recorde de velocidade

terça-feira, janeiro 7th, 2014

07-01-2014-1

Colega motoqueiro, uma “coisa” parecida com uma moto misturada com um foguete foi construída nos EUA para bater o recorde de velocidade atingida por um veículo de duas rodas.

Trata-se da Castrol Rocket, um moto no estilo conhecido por streamliner, feita exclusivamente para esse fim. O trambolho de mais de 7m de comprimento conta com dois motores da Triumph Rocket III. Com as modificações necessárias, os motores entregam um pouco mais de 1.000 cv de potência (!!!).

O modelo é fruto de uma parceria entre a Triumph, fabricante inglesa de motos, a marca de lubrificante Castrol, além da preparadoras Hot Rod Conspiracy e Carpenter Engines. Fibra de carbono e kevlar são componentes presentes no chassi, tornando o veículo mais leve.

A velocidade que se pretende atingir, no deserto de sal de Boneville (sempre), em Utah, é de 606 km/h pelo menos, para assim bater o atual recorde, 605 km/h. Em julho deste ano, o piloto Bill Warner faleceu tentanto superar a amrca com uma Suzuki Hayabusa completamente modificada. Ele sofreu um acidente quando estava a mais de 460 km/h.

Icon cria a moto feia mais linda do mundo

sexta-feira, dezembro 20th, 2013

20-12-2013-1

Você não leu errado, colega motoqueiro. Isso é o que a própria empresa diz de sua Iron Lung.

A Icon é conhecida nos EUA por fazer capacetes e outros equipamentos para motos e motociclistas estilizados. Mas muitos não se ligam para o fato de que a Icon faz motos customizadas bem legais e, as vezes, malucas.

A Iron Lung é feita sobre um Harley-Davidson Spotster 1991. Mas da H-D original, quase nada sobrou. Pra ser sincero, apenas o quadro central e o motor.

De bancos a rodas, conjunto óptico a escapes, pneus a carenagem, absolutamente tudo na Iron Lung é novo. Mas com cara de velho. A montadora apostou no estilo café racer, que vem crescendo no gosto de fãs de motos, sobretudo das clássicas.

Sempre com muito bom humor, a Icon definiu a moto como “272 kg de mecânica antiquada” e “a coisa feia mais linda já construida no mundo”. Seja sincero: eles estão ou não cobertos de razão?

Até a próxima.

Tuk-tuk será vendido no Brasil

terça-feira, outubro 15th, 2013

15-10-2013-3

Colega motoqueiro, você já deve reparado que o mundo das duas rodas permite algumas verdadeiras bizarrices que acabam fazendo sucesso. O Tuk-tuk é uma dessas.

Tão bizarro quanto prático e genial em sua concepção, o Tok-tok é um veículo de origem tailandesa que tem uma moto como base, mas adaptado para levar té dois passageiros. É muito utilizado como taxi na Tailândia e em países vizinhos.

Pois bem, a empresa Motocar confirmou que trouxe esse veículo aqui para o Brasil. Já está a venda sob encomenda custando R$ 10.500. Ele vem equipado com motos de 150 cc monocilíndrico de dois tempos. Além dos dois passageiros, o Tok-tok ainda carrega 25 kg de carga.

Será que vinga como mototaxi aqui também? Eu acharia bem legal.

Até a próxima.

Capitã América

quarta-feira, setembro 18th, 2013

18-09-2013-1

Não é de hoje que a combinação motos e cinema dá samba. Desde James Dean e Marlon Brando esse casamento existe, seja para divulgar um novo modelo, seja para “compor”o personagem. Já falamos disso aqui no blog algumas vezes, inclusive.

Por isso não é uma grande surpresa que a Harley-Davidson faça um “lançamento” nas telonas.A esolha do filme foi precisa: “Capitão América 2”. Amoto símbolo dos EUA estará no filme do heroi símbolo dos EUA.

No primeiro filme do Capitão, uma Harley foi utilizada. Na ocasião foi uma clássica WLA de 1942 modificada (me perdoem as meninas que consideram o Chris Evan lindo, mas a H-D é a coisa mais bela do filme…). Vale lembrar que o filme é ambientado na Segunda Guerra Mundial, não faria sentido uma moto nova.

Para agora, porém, uma Softail Breakout 2014 com pintura exclusiva foi escolhida. A continuação do filme do supersoldado se passa no tempo presente e é cronologicamente pós “Vingadores”. A Softail possui um belo V2 de 1.690 cc e oferece configuração de cinco ou seis marchas.

Não sei você, mas eu já estou babando.

Até a próxima.

Tem louco pra tudo: conheça a Exodus, uma “motocarro”

quinta-feira, agosto 15th, 2013

15-08-2013-1

É, colega motoqueiro, criatividade não tem fim. Imagine um veículo que se pilota sentado, declinado com os pés esticados. Um carro. Só que com duas rodas, marcha no pé, manoplas de acelerador e embreagem. Uma moto.

Junta tudo e sirva com gelo: isso é o Exodus. Criação da norte-americana Suprine Machinery. Eles pegaram um banco tipo “concha” com estrutura de alumínio, envolveram numa “gaiola” estilo carros de rali, mas com comandos de motocicleta e duas rodas.

E o veículo é equipado com material de primeira. O propulsor e os comandos foram importados de uma BMW K 1200 LT. Ou seja, o Exodus é equipado com motor de quatro cilindros de 1.170 cc. A suspensão traseira também veio diretamente do modelo alemão, mas a Suprine teve que deixar a suspensão dianteira da BMW de lado e utilizar um garfo dianteiro convencional por conta do ângulo de inclinação.

O sistema de freio é da também alemã Brembo com ABS, os pneus e as rodas também foram herdados da motocicleta bávara, assim como o eixo de transmissão.

O Exodus conta com câmbio de cinco marchas mais marcha à ré e tem quase quatro metros de comprimento. Segundo a Suprine, ele atinge cerca de 240 km/h!

Mas se não é uma moto e não é um carro, o que é isso? A Surpine diz que é um SPV (single person vehicle, veículo pra uma pessoa).

Agora, na boa, como se usa isso no “mundo real”? Quatro metros é muito pra uma moto de cidade e ela é bem larga, portanto, circular em corredor e costurar carros, não rola. E aí, você arriscaria uma volta nesse trambolho? Manda pra gente sua opinião.

Até a próxima.

Espanhola Bottpower cria projeto potente e exótico

quarta-feira, abril 3rd, 2013

03-04-2013-1

Muitas vezes aparecem projetos e protótipos que jamais virarão motos de rua de fato. A Molarco, nova criação da espanhola Bottpower, não é um caso desses. Na verdade, mesmo precisando de alguns “ajustes” para ganhar as ruas, o projeto inovador tem tudo para ser produzida em série.

A grande característica do modelo é seu design. Algo entre uma superesportiva e uma naked. Mesmo com traços de speed, muito de seu interior é exposto. Não há uma carenagem, apenas o para-brisa e a entrada de ar.

Outro detalhe que chama atenção é a suspensão dianteira monoamortecida. Ao olhar, parece que a moto não tem um sistema eficaz, dando a sensação de “duro”, mas que funciona muito bem, garantem os engenheiros.

O motor seria de 1000 cc e quatro cilindros.

Ainda não é um projeto finalizado, pois a Bottpower diz estar trabalhando em uma street para ser lançada em breve, mas vale a pena ficar de olho nesse projeto da Molarco, podemos ver um novo sonho de consumo sobre duas rodas nascer. Ou até mesmo uma nova categoria.

Até a próxima.