Posts Tagged ‘garupa’

Cuidados com o garupa

terça-feira, outubro 2nd, 2012

02-10-2012-1

Andar com um garupa é bem diferente de andar sozinho. Acontece que muitos não sabem a maneira correta e segura de utilizar a garupa, e cabe a você, motociclista, ajudar. Mas existem também aqueles que não estão acostumados a ter um garupa, então vamos dar umas boas dicas aqui.

Primeiro de tudo, a relação de piloto/garupa deve ser baseada em confiança (principalmente se o passageiro não está acostumado com motos), sincronia e, claro, muita atenção.

O garupa deve sempre estar com trajes adequados. Calça comprida (shorts, bermudas ou saias, jamais!) e uma jaqueta também são bem-vindos. O primordial é um capacete de qualidade (quem nunca viu rodando pela rua uma moto com o garupa usando uma proteção ruim, ou pior, sem capacete algum?). Luvas e botas, para viagens longas, são muito bem-vindas também.

Calçados abertos são perigosos e chinelos não devem ser usados em hipótese alguma. Caso você seja homem e esteja saindo com alguma garota, alerte-a que bolsas muito grandes e pesadas podem ser desconfortáveis para os dois durante o trajeto de moto.

Na hora de subir na moto, lembre-se de ensinar seu convidado como fazer: como se estivesse subindo num cavalo. Primeiro apoia-se um pé, depois passa a perna sobre a moto e coloca o outro pé na pedaleira do lado oposto.

Caso sua moto tenha sissy-bar, o melhor a se fazer é deixar que o garupa encoste-se e cruze os braços ou segure-se nas barras laterais. Caso sua motocicleta não disponha desse acessório, o garupa deve manter o corpo ereto e incliná-lo levemente para frente (nunca para trás), segurando nas barras laterais ou no corpo do piloto.

Nas curvas, todo cuidado é pouco. O garupa, muitas vezes, tem a sensação que a moto vai cair e inclina o corpo para o lado oposto ou, pior, coloca o pé no chão. Isso é perigoso e desequilibra a moto, lembre-se de avisá-lo para confiar em você e relaxar.

Mesmo pilotando sozinho, você deve andar em velocidade segura. Com algum companheiro, essa atenção deve ser dobrada. Deixe seu ego em casa, apenas a Polícia e o DENATRAN estão interessados em saber o quão rápido você consegue correr.

Chegaram ao destino? O passageiro só desce depois de avisar o piloto, mesmo que a moto esteja bem devagar e manobrando. Pronto, agora sim o garupa já pode pagar uma água ao piloto em agradecimento ao passeio.

Atenção e segurança sempre. Até a próxima.

Garupa: Só depois dos 7 anos

segunda-feira, março 29th, 2010

garupaLevar o filho (sobrinho, primo, cunhado etc) para a escola, para aproveitar um sábado de sol ou então curtir um simples passeio pelas ruas da cidade em cima de uma motocicleta somente deve ser feito se o passageiro for maior de 7 anos.

É isto o que diz a lei, que considera o descumprimento desta norma uma infração gravíssima, e que pode custar R$ 191,54 no bolso do motociclista e a suspensão do direito de pilotar.

Mas, mesmo que a criança já tenha mais de sete anos, é importante ficar atento se ela terá condições de ocupar a garupa com segurança. Ensine ela a se segurar com as mãos e com a força das pernas e cuidado para evitar o máximo possível os solavancos.

Fonte: Revista Mundo da Moto

Manual do Garupa

quinta-feira, junho 4th, 2009

Confira abaixo algumas dicas úteis - e engraçadas - que o garupa deve seguir:

1. Zelar para que a moto esteja sempre limpa e livre de manchas;

2. Manter toda a parte (Cromada) da moto impecavelmente brilhando;

3. Nunca gritar no ouvido do piloto, mesmo em situações de perigo;

4. Patrocinar o lanche do piloto nas paradas para descanso;

5. Segurar o capacete do piloto, quando este solicitar, aproveitando
para limpar a viseira;

6. Ajudar o piloto a vestir a jaqueta ou a capa de chuva;garupa

7. Manter engraxada e sempre brilhando as botas do piloto;

8. Nas hospedagens, esvaziar os alforges e carregar toda a bagagem;

9. Manter lubrificada a corrente da moto;

10. O piloto desejando estacionar a moto no descanso central, o garupa
deverá puxa-la por trás, para que o piloto faça o mínimo de esforço;

11. Jamais tecer comentários dizendo que o banco do garupa é
desconfortável e dói o bumbum;

12. Nos eventos, nunca comprar “souvenir”grande ou pesado, para não
ocupar espaços na moto que devem ser reservados para os objetos
adquiridos pelo piloto;

13. Em trânsito, jamais incomodar o piloto dizendo que quer ir ao
banheiro;

14. A cada quilograma de acessórios novos que o piloto instalar na
moto, a garupa deverá perder o equivalente em peso corporal,
para compensar;

15. Fazer a função da marcha ré puxando a moto pra trás, sem deixar
o piloto fazer esforço.

16. Estar ciente de que três ou mais garupas reunidos, cochichando,
será considerado motim.

Fonte: Moto Mania

Transporte de Passageiros e Cargas

sexta-feira, abril 17th, 2009

O passageiro, ou garupa, deve permanecer atento a uma série de detalhes fundamentais para a sua segurança e o bom desempenho do veículo.

As primeiras medidas devem ser tomadas antes mesmo de a motocicleta entrar em movimento.

Devido às características de cada modelo e suas diferentes reações ao peso extra do garupa, é preciso estar atento às recomendações sobre os limites constantes no Manual do proprietário.

Chegada a hora de trafegar nas ruas, é importante que o garupa ajuste os pés nas pedaleiras traseiras assim que subir no veículo e mantenha-se o mais próximo possível do condutor, com as duas pernas fixas firmemente no banco.Garupa

Para manter a estabilidade do veículo durante a pilotagem, o passageiro tem de permanecer com seu ângulo de visão ao lado da cabeça do piloto, de forma que possa se antecipar às manobras e acompanhar os principais movimentos - inclusive as inclinações necessárias durante as curvas.

Na frenagem da motocicleta, quando o corpo do garupa é projetado para frente, é necessário que ele pressione as pernas no quadril do piloto, para que este não sofra a transferência de peso e perca o equilíbrio.

Quando a motocicleta parar, o passageiro deve manter os pés nas pedaleiras traseiras avisando o piloto de que já está pronto para saltar. O passageiro deve descer primeiro, sempre pelo lado esquerdo da moto.

Afinações:

Outro ponto muito importante é o amortecimento sobrecarregado. Procurando que as reações da moto se pareçam o mais possível com a condução individual, devem-se retocar diversos parâmetros.

Siga as instruções do fabricante e não esqueça que para viajar acompanhado, ao reabastecer deve efetuar dois ajustes, de gasolina e ar, este último com o pneu o mais frio possível, porque uma leitura a quente falseia o resultado.

Cargas:

Ainda que as motocicletas não estejam realmente desenhadas para levar cargas, alguns pequenos pacotes podem ser transportados de forma segura se este estejam bem colocados e presos.

Fonte: Moto Segurança

Um bom garupa

quinta-feira, dezembro 11th, 2008

O motociclista muitas vezes leva alguém na garupa, porém quem esta de garupa muitas vezes não sabe como se portar em cima da moto e acaba atrapalhando o piloto.
Segue algumas dicas que são bem úteis para quem esta de garupa.

1. Para que não ocorra nenhum acidente, nunca suba ou desça da moto sem antes avisar o piloto, pois sem um aviso prévio a chance do piloto desequilibra-se na moto é muito maior.

2. Quando em movimento, evite movimentos bruscos como, por exemplo, olhar para trás no final das retas.

3. Em curvas, o garupa pode sempre ajudar, observando por dentro e apoiando-se nas fortemente nas pedaleiras.

4. O mesmo serve quando a moto estiver circulando devagar pelo trânsito e em pista irregular, neste caso para levar menos pancada.

5. Por mais cansado que o garupa esteja, ele não pode adormecer nunca, pois com ele segurando o piloto pode derrubar ambos da moto e desequilibrá-la.

6. Quando o piloto necessitar dar uma freada e ou arrancada mais brusca não se apóie no piloto, e sim nos suportes.

7. Não coloque os pés no chão a não ser na hora de descer, pois se o garupa apóia o pé no chão nas paradas acaba desequilibrando a moto.

8. Se o piloto estiver em uma velocidade entre 70-80 km/h esqueça a conversa, o vento não permite que isto ocorra.

9. Se você esta na garupa não precisa ficar observando o velocímetro e muito menos expressar qualquer tipo de aprovação ou reprovação com apertos de joelhos, socos nas costas entre outros.

10. No caso de uma velocidade elevada, ou se estiver ventando muito, junte-se o máximo possível do corpo do piloto evitando assim oscilação.

Fonte: Motosblog