Posts Tagged ‘motoqueiro’

Robô motoqueiro da Castrol

sexta-feira, julho 24th, 2009

robo castrol

Parece coisa de filme de ficção científica, mas não é. A Castrol desenvolveu o “Flossie”, um robô capaz de pilotar motos por longos períodos.

O intuito da empresa não é criar uma nova “raça” de motoboys ou pilotos de MotoGP, a máquina foi criada para testar o desempenho de seus óleos sintéticos em condições de uso extremo.

O robô é capaz de aguentar situações inimagináveis para seres humanos, como altas temperaturas e ruídos provocados pelos testes. Fora isso, o “Flossie” consegue perceber mudanças sutis no funcionamento da motocicleta, como alterações na embreagem e acelerador.

Mas quem sabe eles não serão o futuro? Espero que não, seria mais “gente” ocupar vagas preciosas de emprego no ramo do motofrete.

Fonte: Terra

A águia e os motoqueiros

segunda-feira, fevereiro 23rd, 2009

Alguns dos motociclistas tem estampada em suas motocicletas ou camisetas a figura de uma águia. A pergunta é: porque a águia? Esta ave transfere muito da atitude e personalidade do motoqueiro.Ela é um animal muito especial, é a que mais tempo vive além de ser a que voa mais alto, quase sempre em voo solitário.

Ficam no alto, olhando o azul infinito. Não teme tormentas nem tempestades Nunca se escondem… Abrem suas asas, que podem voar até 90 km por hora e enfrentam as adversidades. Enquanto o mundo fica às escuras, embaixo, elas voam vitoriosas e em paz, lá em cima.

Quando chegam aos 35 anos, estão com as penas velhas, o que as impedem de voar, as unhas e o bico estão compridos demais, curvados, impedindo-as de se alimentar.

Então, numa atitude instintiva e de coragem pela sobrevivência, procuram um lugar alto, próximo à uma rocha onde batem as unhas até que se quebrem.

Em seguida, fazem o mesmo com o bico. Batida após batida, até cair. Enquanto isso, são alimentadas por outras, para que sobrevivam.

Quando as unhas começam a crescer, ela vai arrancando as penas, uma a uma. Após aproximadamente 150 dias está completo o processo e ela parte para o vôo de renovação, com mais anos de vida pela frente.

Mas as águias também morrem. Quando sentem que chegou a hora de partir, não se lamentam nem ficam com medo. Tiram as últimas forças de seu cansado corpo e voam aos picos mais altos, quase inatingíveis, e aí esperam resignadamente o momento final. Até para morrer são extraordinárias.

Prezando sempre a liberdade, a águia é forte, corajosa, obstinada e veloz, assim como Os Motoqueiros.

Fonte: site da HDpoint.com.br e Moto Revista