Posts Tagged ‘motoqueiros’

Adiada a proibição na 23 de Maio

segunda-feira, março 22nd, 2010

Conforme já demos aqui no blog, os motoqueiros estarão proibidos de trafegar na 23 de Maio e Marginal Tietê.corredor41

A novidade é que, para que os motociclistas se adaptem a esta nova situação, a Prefeitura de São Paulo decidiu estender -de 45 para 90 dias- o prazo para começar a valer a proibição.

A decisão foi anunciada pelo secretário dos Transportes, Alexandre de Moraes, em reunião com representantes da categoria. Ainda pensando em agir em conjunto com o setor, o governo pretende se reunir com motociclistas e empresários da área para que todos possam acompanhar o andamento da adaptação.

Fonte: Agora

Metade das vítimas atendidas pelo HC são Motoqueiros

sexta-feira, julho 31st, 2009

Informamos aqui no blog que, em pouco tempo, o número de motoqueiros vítimas de acidentes de trânsito irá ser maior que o de pedestres. Pois bem, ontem (30/07) foi divulgada outra pesquisa preocupante.

O Hospital das Clínicas da USP (HC) revelou que metade das vítimas deacidente-moto3 acidentes de trânsito que chegam ao pronto-socorro da instituição são motoqueiros. Nos últimos três meses o hospital atendeu 300 vítimas de acidentes, das quais 148 dirigiam moto ou estavam na garupa no momento do acidente.

Projeções da Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego) mostram que 30% das mortes em acidentes de trânsito no Brasil envolvem condutores ou garupas de motos. Um número curioso:  81% das vítimas de acidentes de moto são homens e apenas 19% são mulheres.

Fonte: Folha de São Paulo

Motoqueiros não comparecem a inspeção veicular

quinta-feira, abril 23rd, 2009

Menos de 10% das motocicletas com final de placa 1 já realizaram a inspeção veicular obrigatória exigida pela Prefeitura de São Paulo.

De acordo com o levantamento da concessionária Controlar, empresa que venceu a licitação para realizar a inspeção veicular, das 55 mil motocicletas de placa 1, pouco mais de 5,1 mil já fizeram ou agendaram a inspeção. O prazo para este final de placa termina dia 30.

O índice de absteção no exame obrigatório é muito superior ao dos carros - mais de 60% dos automóveis com final de placa 1 já fizeram ou agendaram a inspeção.

A falta de informação é o principal motivo pela ausência dos motociclistas nos postos de inspeção da capital paulista.inspecaomoto

A inspeção das motocicletas dura no máximo quatro minutos, de acordo com a empresa. No exame são medidas as emissões de monóxido de carbono (CO) da moto comparando a quantidade emitida com os respectivos limites estabelecidos por lei.

Se o valor corrigido de CO não atender aos padrões permitidos, o motor deve ser acelerado rapidamente, por três vezes consecutivas, até atingir cerca de 5.000 rpm, e retornar para o regime de marcha lenta.

Caso o valor continue fora dos padrões, a motocicleta é reprovada. Também é feito uma avaliação visual das conduções da moto para ver se não há vazamentos, por exemplo.

Os proprietários de motocicletas com final de placa 1 têm até o dia 30 para realizar a inspeção em um dos postos de atendimento de São Paulo.

Passado este prazo, o veículo fica em situação irregular e poderá ser multado em R$ 550 caso seja parado por um agente de trânsito.

O proprietário fica também impedido de fazer o licenciamento do documento ou vender a moto para outra pessoa enquanto a inspeção não for realizada. O exame pode ser feito após o prazo estabelecido pela Prefeitura.

Para agendar a inspeção é preciso entrar no site da Controlar, imprimir o boleto, realizar o pagamento da taxa de inspeção de R$ 52,73 na rede bancária credenciada e, em até 72 horas, agendar a inspeção também via site ou pelo telefone (11) 3545-6868.

A Prefeitura vai reembolsar o pagamento da taxa este ano.

Fonte: G1