Posts Tagged ‘números’

Ainda sob os ecos de 2012, janeiro começa com baixas vendas de motos; indústria afirma que números apontam estabilidade

sexta-feira, janeiro 25th, 2013

25-01-2013-1

A primeira quinzena do mês fechou com mais quedas no setor das duas rodas. No entanto, os fabricantes consideram essa baixa uma “estabilidade” nos negócios.

A média diária de emplacamentos é 5% menor que o mesmo período de 2012 e 10,5% menor em relação a dezembro passado. O desempenho é pior também que o mesmo período de janeiro de 2011, conforme números divulgados pela Abraciclo (Associação dos Fabricantes de Veículos de Duas Rodas).

Mas isso não assusta a indústria.

Segundo os fabricantes e a própria Abraciclo, os resultados iniciais confirmam as projeções para 2013, quando pretendem produzir 1,7 milhão de motos e vender 1,6 milhão no mercado interno.

O consumidor está “perdendo o medo” das seminovas. Ainda que forçadamente, pois os preços altos do veículo 0 km e a dificuldade de crédito da política dos bancos em 2012 fizeram o consumidor procurar alternativas às motos novas. O quadro em 2013 não deve se alterar quanto a isso.

Pesquisa internacional sobre segurança

segunda-feira, fevereiro 8th, 2010

Sempre reforçamos aqui que é essencial a utilização de itens de segurança para garantir que em caso de acidente o motoqueiro saia com o mínimo possível de ferimentos.

A internacional MAIDS (In-depth investigations of accidents involving powered two wheellers) fez uma pesquisa na França, Itália, Alemanha, Holanda e Espanha que comprovou que andar equipado é mesmo a melhor solução parasuguro2rodas não sofrer sérias lesões.

Confira como foi a pesquisa:

1-) Efetividade do capacete na proteção da cabeça do motociclista (usado por 90% dos investigados, sendo que quase 68% usavam o fechado):

35,5% - preveniu lesão;
33,2% - reduziu a lesão possível de ocorrer;
16,5% - área não atingida.

2-) Efetividade da vestimenta na proteção do dorso do motociclista

45,4% - reduziu a lesão possível de ocorrer;
19,2% - preveniu lesão;
14,7% - área não atingida.

Fonte: Autoshow