Posts Tagged ‘seguro’

Projeto de Lei propõem 50% de desconto no pagamento do DPVAT

sexta-feira, setembro 10th, 2010

Você gostaria de receber 50% de desconto na hora de pagar seu DPVAT? Pois isto pode estar próximo de acontecer graças a um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados.

dpvatsSegundo o projeto: os veículos classificados na categoria 9 (motocicletas, motonetas, ciclomotores e similares) que não apresentarem registro de acidentes com ocorrência de danos pessoais no período de doze meses anteriores ao vencimento seguro DPVAT farão jus a um bônus de 50% no valor do prêmio tarifário do mesmo.

Atualmente, os proprietários de motos pagam o valor de R$ 254,16, enquanto os donos de automóveis particulares desembolsam a quantia de R$ 89,61.

A intenção da medida é para que o condutor que não se envolver em acidentes no período, proporcionará recursos para futuros investimentos na manutenção preventiva da motocicleta, eliminando assim algum risco potencial de acidente com o veículo.

Uma boa, não?!

Fonte: Uol

Motos conquistam direitos em estacionamentos de São Paulo

segunda-feira, julho 5th, 2010

Publicado em 19/06/2010 no Diário Oficial do Município de São Paulo a sanção integral do Projeto de Lei 19/2009 que obriga estacionamentos com mais de 50 vagas a possuírem seguros contra furto e roubo de veículos, sejam elesestacionamento_motas autos, motos ou bicicletas.

A lei 15.200 determina que estabelecimentos com mais de 50 vagas se adaptem em 60 dias, sob o risco de serem multados em mil reais por dia. A lei vale também para estacionamentos terceirizados.

A lei aprovada não altera a obrigação dos estabelecimentos de informarem ao cliente de forma visível e antes de entrar no estacionamento, que estão segurados e os dados da apólice de seguros, sob pena da mesma multa diária segundo a Lei 14.440.

Este lei pretende ajustar a relação de consumo entre proprietários de diferentes veículos, e estes estabelecimentos, oferecendo o mesmo amparo a todos que utilizam seus estacionamentos.

Fonte: Diário Oficial

O alto custo de segurar a moto

segunda-feira, maio 31st, 2010

Comprar uma moto hoje em dia não é tarefa difícil para a população graças preços mais acessíveis e linhas de crédito a perder de vista. Porém é preciso ficar atento ao preço do seguro, que muitas vezes pode chegar a custar 30% do seguro1valor da moto. Isto ocorre por conta da alta probabilidade de furto e acidentes.

Talvez por este alto custo, apenas 2% das motos que circulam no país são seguradas. Atualmente os seguros mais em conta são de Scooters, que tem valor da apólice de 15% em cima do valor da máquina, isto porque a característica dela é de servir mais como um transporte de transporte e lazer, ao contrário da 125c, por exemplo, que é - na maioria das vezes - um instrumento de trabalho.

Portanto, se você quiser ter uma moto segurada prepare-se para por a mão no bolso. A dica é pesquisar bastante antes de fechar com uma seguradora ou outra pois a variação de preço pode ser grande.

Se quiser andar sem seguro, seja cauteloso para não colidir com a máquina e instale um alarme e um rastreador para conseguir recuperar a moto em caso de furto.

Fonte: Auto Esporte

DPVAT mantém mesmo valor de 2009 no ano que vem

sexta-feira, dezembro 25th, 2009

O seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Viascomo-requerer-o-seguro-obrigatorio-dpvat Terrestre (DPVAT), seguro obrigatório pago pelo proprietário do veículo junto com o licenciamento anual manterá o mesmo valor para o ano de 2010.

Um conjunto de medidas saneadoras, de combate à fraude no pagamento do seguro levaram à não aplicação de qualquer tipo de reajuste neste imposto. Para as motos, a taxa cobrada será de R$ 259,04.

O valor para motos já não havia passado por reajuste nenhum na virada de 2008 para 2009.

Fonte: G1

Comprando uma moto

terça-feira, fevereiro 3rd, 2009

Hoje em dia na hora de comprar uma moto verifique bem a procedência da mesma, pois é comum aplicarem golpes.

Segue algumas dicas:

- Dê preferência às revendas mais conhecidas no mercado. Buscar maiores informações sobre o estabelecimento, bem como a veracidade de informações como CNPJ, endereço e canais de contato sobre a sede do fornecedor, representa a garantia inicial da confiança no negócio em andamento.

- Informe-se sobre garantias e políticas dos vendedores em relação à devolução e restituição do pagamento do produto a ser adquirido.

- Verifique a documentação na hora de negociar. Com o número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), você pode consultar se há débitos, alienação ou dívidas atreladas às financeiras acessando o site do Detran (Departamento Estadual de Trânsito): http://www.seguranca.sp.gov.br.

- Antes de fechar negócio, confira a documentação básica e essencial: comprovante de pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e seguro obrigatório (DPVAT), Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo, Certificado de Transferência datado, preenchido e com firma reconhecida (recibo/contrato de venda). Prefira os documentos originais e os verifique com órgãos oficiais competentes.

- Se o objetivo for comprar uma moto usada, compare as ofertas que houver para a marca e o modelo de sua procura.

- Jamais faça depósitos de valores em contas correntes de pessoas físicas indicadas pelo anunciante sem ter certeza da idoneidade das mesmas, da legítima procedência e do real estado do veículo.

- Nunca faça qualquer pagamento, tampouco realize adiantamentos em valor ou bem sem antes ter certeza da idoneidade do anunciante, da legítima procedência e do estado do veículo. Verifique o endereço e o telefone (atenção aos anúncios cujo único contato seja o telefone celular).

- Desconfie de valores muito abaixo do mercado para veículos novos ou usados.

- Desconsidere ofertas de pessoas que dizem ser funcionárias ou intermediárias de montadoras. As fabricantes não autorizam, em hipótese alguma, seus empregados a comercializarem veículos 0 km.

- Quando for analisar o veículo, prefira horários diurnos e locais públicos. Haverá mais luminosidade para averiguar eventuais problemas e será também mais seguro.

- Se necessário, peça a um mecânico de sua confiança para avaliar a moto.

- Pesquise o valor médio de mercado da moto.

Fonte: Moto