Posts Tagged ‘velas’

Velas aromáticas com cheiro de… motor dois tempos?

quinta-feira, dezembro 26th, 2013

26-12-2013-1

Motoqueiro mais velho (ou retro, como preferir), você deve se lembrar do característico cheiro de um motos dois tempos. O cheiro da queima de óleo irregular nos faz lembrar desde as primeiras mobiletes até os mundiais de motovelocidade das 500 cc dois tempos.

Eu vou ser sincero: lembro muito pouco dos motores dois tempos. Minha lembrança dessas motos (que nunca pilotei) se restinge a uma Yamaha RD 350 que um vizinho meu possuía. Quando eu descia para a garagem do prédio e a motoca estava saindo ou chegando, lembro daquele cheiro de óleo, metal, gasolina (boa) e asfalto.

Alguns ainda curtem trilhas off-road com motos de 125 cc e motos dois tempos. Eu confesso que nunca fiz, mas é um sonho (alô, 2014?).

Mas, para alegrar nossa memória afetiva, a marca Flying Tiger Motorcycles criou velas aromaticas com cheiro de motor dois tempos! As velas batizadas de “2 stroke smoke” é fabricada, segundo a própria empresa, com óleo Blendzall Racing Castor 2 Tempos e tem uma “fragrância de alta octanagem”. A loja online entrega para todo o mundo, inclusive para o Brasil e cada unidade custa US$20.

Curiosidade: além da vela com cheiro de motor dois tempos, eles também comercializam uma com cheiro de “estrada aberta”. Garantem ser um misto de madeira escura, folhas verdes e um pouco de asfalto. Show.

Até a próxima.

Em época de férias, viaje tranquilo!

segunda-feira, julho 19th, 2010

Julho é época de férias escolares e de aproveitar uma folguinha na empresa para pegar a estrada. Mas para o passeio não virar um pesadelo é preciso verificar vários itens das motos, seguindo a velha máxima: é melhor prevenir do que remediar.viagemmotos2

1-) Filtros de ar, óleo e combustível: devem ser checados regularmente.

2-) Velas e cabos: sofrem desgaste com o uso e podem comprometer o desempenho do motor.

3-) Amortecedor: item de segurança que garante a estabilidade do veículo em curvas, deve ser trocado quando apresentar sinais de desgaste.

4-) Freios: verificar o estado do disco, lonas e pastilhas e fazer a troca de acordo com a recomendação do fabricante.

5-) Bateria: fazer a checagem para evitar panes inesperadas.

E lembre-se, leve sua máquina até um mecânico de confiança para que o barato não saia caro no final.

Fonte: G1