Posts Tagged ‘velocidade’

Recorde de velocidade com uma Hayabusa

segunda-feira, dezembro 27th, 2010

A cada dia surgem motos mais rápidas,  e pilotos dispostos a quebrar recordes que deixariam qualquer um, no mínimo assustado. Foi o caso do piloto Bill Warner, que buscava quebrar o recorde de velocidade, que foi estabelecido há 5 anos, em 2005.

O recorde era de nada mais nada menos do que 419 km/h, e Bill  usou um modelo Suzuki Hayabusa, que tem um motor padrão de 1.300cc e 200 cv. A moto porém foi modificada, para que pudesse suportar tal desafio. O chassi foi reforçado, assim como o sistema de freios e outros componentes eletrônicos melhorados. Claro que o motor também foi retrabalhado e, graças a um turbo, passou a desenvolver 659 cv e 43,4 kgfm de torque.

A moto atingiu a velocidade de 449 km/h o que é incrível. A moto superou inclusive o carro mais rápido do mundo, o Bugatti  Veyron que atingiu 431 km/h. Outro fato interessante é o tamanho do motor, de apenas 1.3 litro, e atingiu tal potência.

Kawasaki Ninja ZX-14

segunda-feira, dezembro 13th, 2010

Devido as especificações, muitos podem ficar assustados para guiar a Kawasaki Ninja ZX-14. A moto que chegou ao Brasil em meados de 2009 conta com 203 cavalos de potência máxima a 9.500 rpm, 2,17 metros de comprimento e 261 kg de peso.

Porém nem com todos esses atributos a moto perdeu estabilidade nas retas ou maneabilidade em curvas. A moto que conta com mais de 200 cavalos, viaja de forma suave e graças ao sistema de injeção eletrônica é bastante linear.

A Kawasaki do Brasil optou por trazer somente as versões com freios ABS (decisão mais do que correta), garantindo frenagens mais seguras. O quadro perimetral foi redesenhado para oferecer a rigidez necessária.

Devido ao seu porte, o banco é generoso e sua ergonomia melhor que a de muitas outras do mesmo segmento. Por isso, a moto é extremamente confortável. Além do conforto conta com um tanque de 22 litros, iluminação e proteção aerodinâmica.

O modelo em sua versão única, conta com a cor preta e tem um preço sugerido em R$61.990,00. Sua principal concorrente é o modelo Havabusa GSX 1300R da Suzuki, que tem maior disponibilidade de cores, sendo 4, e seu preço mais baixo, em torno de R$ 56.000,00, sem frete nem seguro.

FICHA TÉCNICA: Kawasaki Ninja ZX-14

Motor: 1.352 cm³, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, DOHC, refrigeração líquida.

Potência Máxima: 203 cv a 9.500 rpm.

Torque Máximo: 15,7 kgfm a 7.500 rpm.

Diâmetro e curso: 84,0 x 61,0 mm. Taxa de Compressão: 12:1.

Alimentação: Injeção eletrônica.
Partida elétrica.

Câmbio: Seis marchas, com embreagem multidisco em banho de óleo e transmissão final por corrente.

Suspensão: Dianteira por garfo telescópico invertido com 117 mm de curso e totalmente ajustável; traseira por balança monoamortecida com amortecedor a gás e 122 mm de curso.

Freios: Dianteiro a disco duplo de 310 mm em forma de pétala, pinça dupla de fixação radial com quatro pistões opostos (ABS); Traseiro a disco simples de 250 mm em forma de pétala, pinça com dois pistões opostos.

Pneus: Dianteiro 120/70ZR17M/C (58W); traseiro 190/50ZR17M/C (73W).

Chassi: Perimetral em alumínio.

Dimensões: 2.170 mm x 760 mm x 1.170 mm (CxLxA); 1.460 mm (entre-eixos); 800 mm (altura do assento); 125 mm (distância do solo)

Tanque: 22 litros.

Peso: 261 kg

Bimota DB7

sexta-feira, abril 16th, 2010

bimota

Posição de pilotagem esportiva, design italiano, carenagem em fibra de carbono e muita potência são as marcas desta máquina italiana fabricada na cidade de Rimini, na Itália.

Importada e distribuída pela Perfect Motors, que tem um técnico treinado na fábrica para oferecer assistência técnica ao modelo, a Bimota DB7 é praticamente uma moto de pista que pode rodar nas ruas.

Para se ter uma ideia da exclusividade da moto - que custa R$ 99.000 - uma curiosidade: existem apenas cinco exemplares da Bimota DB7 no Brasil.

Ficha Técnica: Bimota DB7

Motor: Quatro tempos, 1.099 cm³, dois cilindros em “L” a 90°, 4quatroválvulas, comando desmodrômico, refrigeração líquida.
Potência: 162 cv a 9.750 rpm.
Torque: 12,5 kgfm a 8.000 rpm.
Diâmetro e curso: 104 mm x 64,7 mm;
Taxa de compressão: 12,5:1.
Alimentação: Injeção eletrônica; partida elétrica.
Câmbio: Seis marchas com embreagem a seco e transmissão final por corrente.
Suspensão: Dianteira por garfo telescópico invertido Marzocchi com 43 mm de diâmetro totalmente ajustável; traseira com balança e monoamortecedor Extreme Tech 2v4 totalmente ajustável.
Freios: Conjuntos Brembo: disco duplo flutuante de 320 mm de diâmetro e pinças radiais monobloco com quatro pistões à frente; traseiro a disco simples de 220 mm de diâmetro e pinça de dois pistões.
Pneus e rodas: Dianteiro 120/70-ZR17; traseiro 190/55-ZR17.
Quadro: Treliça composta com tubos ovais e placa de alumínio.
Dimensões: 2.100 mm x 700 mm x 1.115 mm (C x L x A); 800 mm (altura do assento), 1.435 mm (entre-eixos).
Tanque: 16 litros (quatro litros de reserva).

Fonte: UOL

Bugatti Veyron em duas rodas

segunda-feira, janeiro 4th, 2010

veyron_china_04

 

Você já ouviu falar na Bugatti Veyron? É um supercarro que alcança velocidades inacreditáveis, que dão a ele o justo título de carro mais rápido do mundo.

Pegando a mística que envolve este carro, o alemão Marcus Walz decidiu criar uma moto exclusiva, inspirada no esportivo francês, com isto nasce a Veyron China 1 com um propulsor com mais de 1.000 cv.

A máquina foi construída sob o chassi “Iceman”, que havia sido desenvolvido exclusivamente para a chopper de Kimi Raikonnen, inspirada na Ferrari. O projeto levou 18 meses de trabalho e o preço não foi divulgado, mas não deve ser nada barato.

Marcus Walz é conhecido no mundo das motos customizadas. Considerado um artista do “ferro”, Marcus já ganhou muitos prêmios, teve um programa na Discovery Channel e agora tem uma biografia chamada “Marcus Walz - Hardcore for life.

Fonte: Auto Estrada

Novidade da Ducati: bicicleta elétrica

segunda-feira, setembro 7th, 2009

ducatibike

Um dos sonhos de consumo de todo motociclista é ser dono de uma Ducati. As motos da marca italiana são conhecidas por sua esportividade, enorme potência, design encantador e é claro, preços bem salgados.

Porém agora a montadora italiana inovou e lança, em parceria com a empresa Italwin, a City Pearl Ducati. A bicicleta elétrica surge no mercado em um momento em que a grande preocupação das fabricantes é achar alguma maneira de poluir menos o meio ambiente.

O motor elétrico de 25 watts da motocicleta é capaz de levar a máquina a 24 km/h, sem dúvida uma velocidade inusitada para a marca Ducati. Mas não se preocupe, você pode aumentar a potência uilizando a força das suas pernas, basta pedalar para conseguir melhor desempenho.

O preço da bicicleta ainda não foi definido e nem se haverá o modelo disponível no Brasil.

Fonte: Terra

Conheça a potente Ducati 848

quarta-feira, agosto 5th, 2009

ducati848

Considerada por muitos a “Ferrari” das motos, a Ducati apresenta sua nova máquina, a Ducati 848. Além de veloz, a moto é precisa nas curvas e possui um design moderno.

O painel, inspirado na Desmosedici de MotoGP pilotada por Casey Stoner, merece um destaque especial. Ele possui as informações básicas, como velocidade e conta-giros, além de um pequeno computador de bordo que informa consumo, temperatura do óleo e do ar e um cronômetro, acionado por um botão no punho esquerdo

Ficha Técnica: Ducati 848ducati848-2

Motor: Quatro tempos, 849 cm³, dois cilindros em “L” a 90º, 4 válvulas, comando desmodrômico, refrigeração líquida, alimentação por injeção eletrônica Magnetti Marelli.
Transmissão: Câmbio de seis velocidades com transmissão final por corrente.
Potência: 134 cv a 10.000 rpm.
Torque: 9,8 kgfm a 8.250 rpm.
Diâmetro e curso: 94 mm x 61,2 mm. Taxa de compressão: 12,0:1.
Suspensão: Garfo telescópico invertido (upside-down) - Showa totalmente ajustável (dianteira), com monobraço em alumínio com um único conjunto mola-amortecedor - Showa totalmente ajustável (traseira).
Freios: Duplo disco flutuante de 320mm de diâmetro, com pinças de quatro pistões Brembo fixadas radialmente (dianteira), com disco simples de 245mm de diâmetro com pinça Brembo de dois pistões (traseira).
Rodas e pneus: 120/70-ZR17 na dianteira e 180/55-ZR17 na traseira.
Dimensões: 2.100 mm de comprimento. Largura e altura não informadas. Entre-eixos de 1.430 mm de altura para o solo e 830 mm de altura do assento ao solo.
Peso: 168 kg.
Tanque: 15,5 litros
Cores: Vermelha e branca perolizada.
Preço: R$ 71.900.

Fonte: UOL

Ducati 848 Nicky Hayden Edition

quarta-feira, julho 29th, 2009

deucati

A marca italiana Ducati é sinônimo de velocidade e qualidade. Seu novo lançamento, a Ducati 848 Nicky Hayden Edition (que tem decoração especial com as cores da bandeira americana para agradar a consumidores dos EUA) não foge a esta escrita.

A série especial conta com apenas 100 unidades, que ainda tem na decoração o numeral 69, utilizado pelo piloto Nicky Hayden, que defende a marca italiana no mundial de motovelocidade.

O motor (batizado de Testastretta Evoluzione) possui dois cilindros em V, dispostos a 90 graus, com um grande “L e também incorpora o comando desmodrômico, com quatro válvulas por cilindro, injeção eletrônica e refrigeração líquida, desenvolvendo 134 cv a 10.000 rpm e 9,8 kgfm a 8.250 rpm

A carenagem integral, de linhas lisas e fluidas, tem duplo farol estreito na dianteira, com tomadas de ar inferiores, e uma rabeta traseira que incorpora a dupla ponteira de escape.

Não poderia faltar no modelo o sistema Ducati Data Analyser (DDA), que grava as reações e dados de performance da moto, que podem ser descarregados no computador, por meio de gráficos e tabelas. E os avanços tecnológicos não param por ai, o painel digital, semelhante ao utilizado nos modelos de Moto GP, fornece todas as informações, inclusive tempos de volta com memória, temperatura do motor e etc.

A suspensão, Showa, é um “SHOWA” (desculpe o trocadilho)  parte. Ela é invertida, com tubos de 43 mm de diâmetro e 127 mm de curso. A suspensão traseira regulável é do tipo mono, também Showa, com 120 mm de curso, ancorada em balança monobraço.

Para sustentar e frear tanta potência, rodas em liga leve de 17 polegadas com freio dianteiro, duplo disco, de 320 mm de diâmetro.

A 849 Nicky Hayden Edition custa - nos EUA - US$ 14.495.

Fonte: IG

Ducati planeja moto dragster

segunda-feira, março 30th, 2009

Sempre apresentando as novidades do mundo das motos, o blog apresenta nesta segunda o projeto da Ducati: a Vyper, uma moto dragster.A Vyper teria motor de 1400 cm³ capaz de alcançar 170 cv de potência

Uma máquina com visual totalmente novo e um propulsor de causar arrepios. Essa combinação pode estar prestes a “sair do forno” da fábrica da Ducati.

Apesar de a marca italiana negar, fontes do portal Terra na Europa confirmam que um protótipo de uma motocicleta maxi dragster está a caminho.

Recebendo o nome de Vyper, a moto “musculosa” viria para brigar no mercado com a Yamaha V-Max e a Harley-Davidson V-Rod.

Para realizar tal feito, a motocicleta seria equipada com propulsor bicilíndrico Testastretta de 1 400 cm³. Esse número proporcionaria um torque impressionante e chegaria a, no mínimo, 170 cv.

O chassi utilizado é o tradicional multitubular da Ducati. Outro detalhe interessante é a larga roda traseira, remetendo a um dragster.

Por enquanto é tudo especulação, mas eu não duvidaria. E vocês? Acha que vale a pena a montadora criar esta máquina?

Fonte: Terra

Mandamentos dos motociclistas

quarta-feira, janeiro 28th, 2009

Conheça os 12 mandamentos dos motociclistas:

Mantenha a motocicleta sempre em ordem Verifique a calibragem e o estado geral dos pneus; cheque o funcionamento do farol, setas, lanterna e luz de freio; verifique o cabo, lonas, ou pastilhas, fluido e a regulagem se for freio hidráulico; confira o cabo, e a regulagem da folga ideal do sistema hidráulico; revise os amortecedores traseiros e as bengalas dianteiras quanto a vazamentos; verifique a vela, cachimbo e cabo; troque periodicamente o conjunto de coroa, corrente e pinhão; tenha sempre a mão a CNH e o CRLV; utilize o protetor de pernas (mata-cachorro) e a antena anti-cerol.

Pilote utilizando equipamentos de segurança
Capacete aprovado pelo Inmetro; calça e jaqueta de tecido resistente (preferencialmente de couro); botas ou sapados reforçados e luvas (de preferência de couro).

Reduza a velocidade
Quanto menor a velocidade, maior será o tempo disponível para lidar com o perigo de uma condição adversa ou situações inesperadas, como mudança súbita de trajetória de outro veículo.

Atenção e concentração
O ato de pilotar motocicletas exige muita atenção do motociclista, por isso evite se distrair.

Respeite a sinalização de trânsito
Conheça e respeite os sinais e as placas de trânsito.

Cuidado nos cruzamentos
Os cruzamentos são os locais de maior incidência de acidentes de trânsito, então redobre a atenção e reduza a velocidade ao se aproximar dos mesmos, principalmente nos cruzamentos sem sinalização de semáforos.

Cuidado nas ultrapassagens
Sinalize as manobras com antecedência e certifique-se de que você realmente foi visto pelo motorista a ser ultrapassado. Tenha cuidado ao passar entre veículos, principalmente ônibus e caminhões.

Cuidado com pedestres
Lembre-se de que o pedestre tem prioridade no trânsito urbano. Seja cordial e fique alerta para os pedestres desatentos, principalmente crianças e idosos.

Seja visto
Ao pilotar à noite, use roupas claras e com materiais refletivos.

Alcoolismo
Está comprovado que bebida e direção não combinam. Então, se beber, não pilote. Fique vivo no trânsito.

Mantenha distância
É imprescindível manter uma distância segura dos veículos à frente (cerca de cinco metros), principalmente em avenidas e rodovias.

Cuidado com a chuva
Redobre a atenção, reduza a velocidade e evite freadas bruscas; lembre-se de que nestas condições o tempo de frenagem é duas vezes maior que o normal.

Fonte: ABRAM