Posts Tagged ‘Yamaha’

R25 é a minisport da Yamaha

quinta-feira, novembro 28th, 2013

28-11-2013-1

Convenhamos, colegas motoqueiros, as mini esportivas ganharam quase todos os mercados emergentes. Sedentos por motos sports, sofrendo com preços altos e criminalidade em níveis alarmantes, as grandes esportivas são bem difíceis de ter e manter.

Por isso que a minisport é uma alternativa ótima de moto para o dia a dia com visual e desempenho mais apimentados. E, não de se espantar, as montadoras olham pra esse segmento. Faltava a Yamaha, até agora.

No Tokyo Motor Show, a Yamaha apresentou a R25, um esportiva de 250 cc. Seus traços são baseados na família R da marca, ou seja, contam com design consagrado já de partida.

A R25 ainda é mostrada como portótipo, ams já tem cara de finalizada. A Yamaha garantiu sua presença nos grandes mercados (EUA, Europa e Japão) e nos crescentes, Malásia e Tailândia. Nada sobre o Brasil, mas podem esperar que ela chega; afinal, as conterrâneas Honda e Kawasaki fazem sucesso aqui com suas minisport.

E ai? Gostaria de ver a motoca por aqui?

Até a próxima.

Dois projetos elétricos serão apresentados pela Yamaha em Tóquio

terça-feira, novembro 26th, 2013

26-11-2013-1

(A PED, de proposta off-road)

Colega motoqueiro, fim do ano tem dois dos maiores salões de motos do mundo: Salão de Milão e Tokyo Motor Show. Ambos tem propostas diferentes. O gigantesco salão italiano é o momento para apresnetar novidades que serão comercializadas em breve (normalmente já no ano seguinte) e novas diretrizes das mascas. O japonês prima pelos conceitos e novidades, calcado em protótipos e inovações que servirão de base para desenvolvimentos futuros.

A Yamaha aproveitou então o Tokyo Motor Show para mostrar dois protótipo elétricos. De fato, a Yamaha busca recuperar a relevância, o prestigio e o mercado de outrora. Hoje, a amrca, em vendas, está muito atrás da conterrânea Honda. A chegada de motos europeias ao terceiro mundo também prejudicou a Yamaha em escala global.

A aposta, então, é começar a sair do tradicional e ousar com novos modelos, designs e propostas. Começou com a campanha da nova MT, a moto que mistura naked, sport e muscle de proposta urbana - “feita no lado escuro do Japão”, diz o slogan – e com os scooters retrôs feitos especialmente para a Itália.

Por isso, a marca preparou dois protótipos elétricos interessantes para o TMS. Ambos pesam menos de 100 kg e o fabricante garante que o motor elétrico dá a mesma emoção de um à combustão. O modelo PES é voltado para uso urbano, ao passo que o PED é próprio para off-road.

Os desenhos revelados são bem futuristas, mas nada além foi dito ou mostrado.

Mas, entre nós, muito doido uma moto off-road elétrica!

Até a próxima.

http://imguol.com/blogs/36/files/2013/11/PES1.jpg

(A PES, de proposta urbana)

Yamaha se rende ao estilo café racer e apresentará conceito Bolt

segunda-feira, novembro 18th, 2013

18-11-2013-1

Se você é um motoqueiro “das antigas” ou um jovem motoqueiro ligado nos clássicos, já deve ter sonhado em ser Marlon Brando em “O Selvagem”. Na ocasião, um dos maiores atores de todos os tempos interpreta Johnny Strabler, líder de uma gangue de motoqueiros.

Nem tanto pelo enredo, mas pelo estilo, o filme definiou a imagem do “motoqueiro badass”, com jaqueta de couro, bandana, boina e uma bela café racer: o estilo parte naked, parte custon, parte sport.

Esse estilo (ainda bem) voltou a cena recentemente e a Yamaha se rendeu. Preparou um belo conceito chamado Bolt para apresentar no Salão de Tóquio do fim do ano.

Nada de específico foi revelado, apenas um desenho que mostra traços lindos da moto, completamente vintage, com direito a manoplas de couro na cor do assento. É simplesmente pra babar.

Também revelou-se que a moto nasceu de um concurso interno entre os designers da Yamaha. Não é de se espantar que esse foi o projeto vencedor.

Até a próxima.

Supermotos que você vai encontrar no Salão Duas Rodas – Parte 2

sexta-feira, outubro 4th, 2013

04-10-2013-1

Motoqueiros e motoqueiras, dando sequência ao que já discutimos ontem, vamos falar de mais algumas das motocas que você vai poder ver pessoalmente no Salão Duas Rodas de São Paulo entre os dias 8 e 13 de outubro no Centro de Exposição Anhembi.

Além das já comentadas, o estande da BMW vale sempre uma boa visita. A boa novidade por lá será a presença e o lançamento oficial da F 800 GS Adventure, uma versão aventureira da F 800 que encara qualquer clima e terreno. Qualquer um mesmo!

Ainda da Europa, a italiana Benelli faz sua estreia no Salão. Como é tradicional da escola italiana, pode esperar motos de rua potentes, tecnológicas, com design impecável e “cara de mau”. O destaque é pra supernaked TnT 1130. Pense num canhão…

Já a Ducati, que cada vez mais cresce no Brasil, vai mostrar sua Hyperstrada (montada por aqui). Assim como a BMW F 800 GS Adventure, é um motard perfeita pra boas e longas viagens em que é preciso enfrentar qualquer tipo de terreno.

Pra quem quer ver motos mais cotidianas, digamos assim, a Yamaha mostrará sua “anti-CG”: a inédita Fazer 150. As nova família da CG, da Honda, também estará lá. Ótimo momento pra comparar as motos.

As scooters marcam presença, principalmente no segmento de maxis. Depois de reinar quase sem concorrentes, a Suzuki Burgman terá que encarar dois adversário de peso: a Yamaha T-Max 530 e a Dafra Maxsym 400i.

Conselho: pode aparecer lá que tem pra todos os gostos. Em breve, falaremos das estradeiras.

Até a próxima.

Com segmento crescendo, Yamaha confirma maxiscooter para dezembro

terça-feira, setembro 3rd, 2013

03-09-2013-1

Colega motoqueiro, se antes o segmento de maxiscooter era secundário, hoje é um dos que mais crescem no país. Por isso as montadoras começam a preparar novidades e a Yamaha já confirmou o T-Max 530 para dezembro.

Ainda alvo de alguns preconceitos, os maxiscooters são motos médias com características de scooter (claro) e uma pitada de touring. Neles, o piloto vai sentado e o câmbio é automático como num scooter tradicional.

O motor, no entanto, parte de 300 cc. O tamanho também é maior que as “vespinhas” e as bolhas dianteiras e conforto amplo para piloto e garupa nos remetem às tourings, podendo encarar longas e divertidas viagens.

O T-Max da Yamaha foi produzido e fabricado onde mais se usa scooter no mundo: Itália. Ele chega pra concorrer diretamente com o Burgman 650 da Suzuki, porém o preço é uma barreira a ser vencida. Enquanto o líder Burgman custa cerca de R$ 35 mil, o T-Max chega a quase R$ 40 mil.

A BMW é outra montadora que em breve deve preparar scooters maiores e trazer pra cá. Os modelos C 600 Sport e C 650 GT estarão no Salão Duas Rodas de São Paulo em outubro e podem estar nas lojas em 2014.

Você já pilotou alguma moto desse segmento? Se não, aproveite e surpreenda-se.

Até a próxima.

Yamaha confirma inédita 150 flex

segunda-feira, agosto 19th, 2013

19-08-2013-1

Colega motoqueiro, não se passou nem uma semana para a Yamaha confirmar aquilo que todos já sabiam: tem mesmo uma nova 150 cc bicombustível na praça. Já havíamos antecipado aqui, mas agora a empresa confirmou.

A ideia, obviamente, é “roubar” um pouco de espaço da líder absoluta Honda Titan. E, como está na moda, a Yamaha revela aos poucos sua 150 cc.

O que sabemos é que ela terá carenagem, design seguindo as belas linhas das Fazers maiores, painel digital e 12,5 cv de potência. Também sabemos que a “menina dos olhos” da moto é seu motor flex.

Pelo desenho revelado pela marca, podemos supor que a moto terá freio a disco na dianteira e na traseira. A suspensão traseira conta com duas molas e, aparentemente, deve ser mais robusta que a concorrente da Honda.

Também está confirmada uma versão de 150 cc flex com traços off-roads.

Segundo alguns revendedores, a moto chegará custando cerca de R$ 7 mil. O que a tornaria um pouco mais cara que a Titan e, consequentemente, poderá ser um sério problema para os planos de venda da Yamaha. Mas isso, só descobriremos em outubro.

Até a próxima.

19-08-2013-2

O desenho revelado pela Yamaha

Yamaha trará uma 150 cc para combater a nova Honda Titan

quarta-feira, agosto 14th, 2013

14-08-2013-1

Seria a gravação de um comercial da Yamaha YBR 150?

Colegas motoqueiros, a Honda Titan lidera absoluta no segmente de motos utilitárias e acabou de ser reformulada. Porém não terá vida fácil, pelo menos não se depender da Yamaha.

Ao que consta, já faz parte da lista de importação da marca dos diapasões uma inédita 150 cc de motor bicombustível. Tratam-se das Yamaha YBR 150 e XTZ 150 e algumas unidades importadas diretamente do Japão constam nos registros da Receita Federal.

A Yamaha estaria testando e gravando comerciais da nova moto para começa Ra produção urgentemente. Uma imagem da suposta moto da empresa está circulando na net (essa que ilustra o post).

A Yamaha, procurada por diversos meios de comunicação especializados, não se pronunciou a respeito, mas deu pistas. Garantiu que terá novidades para balançar o segmento. Será que a Honda corre risco de ser destronada depois de décadas na liderança? Só o tempo dirá.

Até a próxima.

Atenção: Yamaha faz recall da Midnight Star no Brasil

quarta-feira, julho 24th, 2013

24-07-2013-1

Motoqueiros proprietários da Yamaha Midnight Star, prestem atenção. A montadora iniciou um recall do modelo.

O recall envolve todos os modelos fabricados de 2009 até 2012. O motivo seria para conferir um possível desalinhamento da roda traseira.

De acordo com a empresa, será feita uma verificação o alinhamento da roda traseira e o agendamento para  substituição gratuita do rolamento e de outras peças do conjunto do cubo da embreagem da roda.

Esse problema não coloca o motociclista em risco, mas diminui a vida útil de algumas peças e do próprio pneu. Então é melhor não deixar de comparecer ao chamado.

Caso precise saber, os chassis envolvidos são de 9C6KN001090000101 a 9C6KN0010C0004500. Agende em qualquer concessionária Yamaha e corre lá.

Até a próxima.

Mais scooter e mais retrô: essa é a aposta da Yamaha na Itália

terça-feira, julho 23rd, 2013

23-07-2013-1

Motoqueiros, já falamos aqui várias vezes de scooters e sua praticidade para a mobilidade urbana. Poucos veículos são tão uteis no trânsito diário quanto um scooter. Como as montadoras já notaram isso, cada vez mais capricham nesse segmento.

Foi assim que a Yamaha apresentou na Itália seu novo scooter, o D’elight. Muito retro, com visual inspirado nas Vespas originais (nada mais propício para o mercado italiano), a motinha agrada no quesito beleza, charme e simpatia.

Na parte mecânica, também não faz feio. Pesando apenas 95 kg, o motor de 115 cc e 7,2 cv de potência dá conta do recado para o cotidiano. Injeção eletrônica e transmissão automática completam o kit.

A principio, o D’elight é exclusivo do mercado italiano (que já conta com cerca de 30 modelos de scooter à venda). Nada foi dito sobre outros países. No Brasil, a Yamaha comercializava o Neo, mas com este fora de linha e um pouco de sorte, quem sabe o D’elight não pinta por aqui? Eu teria um, com certeza, e você?

Até a próxima.

Um é pouco, dois é bom… Três é demais?

sexta-feira, julho 5th, 2013

05-07-2013-1

Colega motoquerio, você com certeza já conhece as scooters de três rodas: Piaggio MP3 e Peugeot Metropolis. Agora é a vez de a Yamaha entrar na briga, prometendo novidades.

Segundo a montadora japonesa, sua moto de três rodas terá um apelo mais esportivo, ao passo que as existentes no mercado hoje têm uma proposta claramente urbana.

Não existe nada de técnico sobre o modelo. Foi divulgada apenas uma foto com a moto camuflada e a promessa de que ela estará pronta em 2014. A configuração é como das scooter triciclos: duas rodas na frente e uma atrás.

A promessa da Yamaha é que seu triciclo permita que o piloto faça curvas mais “deitado”, como de uma moto de duas rodas. Além disso, a marca prometeu lançar 250 novos veículos dentro de três anos, incluindo motos, scooters, quadriciclos e conduções aquáticas.

Em se tratando de Yamaha, eu acredito que lancem mesmo.

Até a próxima.